Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Rio Real"

16 de agosto de 2016, 11:36

Produção do inimigo natural da mosca negra é a esperança para recuperação da citricultura do Recôncavo e região de Rio Real

fundecitrus-mosca-negra-9

Nesta segunda-feira (15) foi anunciada pela SDR (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural) a instalação de uma biofábrica para combate a mosca negra, inseto que ataca a produção de Citros. A unidade será instalada no SETAF (Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar) Recôncavo, em Cruz das Almas.

A ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia), responsável pelo projeto, prevê que a produção inicie em outubro com a produção em larga escala de insetos que são inimigos naturais da mosca negra. A instalação vai gerar cerca de um milhão de insetos predadores que serão soltos em toda a Bahia, mas preferencialmente no Recôncavo (Cruz das Almas) e Litoral Norte (Rio Real), maiores produtores de citros.

A utilização do inimigo natural da mosca negra pretende diminuir a utilização de agrotóxico no controle da praga, que ameaça as plantações de laranja, manga, mamão e uva, entre outras espécies de plantas.

ACOMPANHAMENTO 

O deputado estadual Eduardo Salles participou, há três semanas, a pedido do ex-prefeito e candidato à Prefeitura de Rio Real, Carroça, e dos candidatos a prefeito e vice-prefeito de Cruz das Almas, Orlandinho e Max Passos, respectivamente, de audiência com o diretor-geral da ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia), Marcos Vargas.

Na pauta do parlamentar, a solicitação de atenção especial ao combate da mosca.  Eduardo Salles explicou que em função da praga, os citricultores de Rio Real estavam trocando o plantio de citros por milho, cultura que emprega menos mão de obra.

“Fui solicitar à ADAB apoio no controle e combate à mosca negra, pois precisamos, o mais rápido possível, travar uma verdadeira guerra contra esta praga que tem dado tanto prejuízo às famílias que vivem da citricultura, principalmente nas regiões de Rio Real e Cruz das Almas”, explicou o parlamentar.

Durante a audiência ficou acertado uma reunião com os agricultores, técnicos da ADAB e o deputado em Rio Real e Cruz das Almas.

09 de agosto de 2016, 17:55

Solicitada por Eduardo Salles, nova viatura de Rio Real será entregue nesta quarta

RIO REAL

A partir desta quarta-feira (10) uma caminhonete Ford Ranger passa a integrar a frota da 6ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), em Rio Real.

A solicitação do veículo foi feita pelo deputado estadual Eduardo Salles, o ex-prefeito e candidato à Prefeitura, Carroça, o deputado federal Cacá Leão, o vereador Cheiro Brás, o candidato a vereador José Emerson e o assessor jurídico Raul Francis em audiências com o vice-governador João Leão, o secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e o comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão.

“Como representante político de Rio Real, é uma vitória saber que conseguimos um equipamento que vai melhorar a segurança no município. Essa viatura era uma necessidade da população”, comemorou o parlamentar.

26 de julho de 2016, 11:29

Audiência na ADAB debate formas de combate à praga que prejudica citricultores de Rio Real e Cruz das Almas

13658947_10201773952227230_2308753232869770489_n

Encontrar ferramentas para combater a mosca negra, praga que tem trazido prejuízos aos citricultores de Rio Real, no Litoral Norte, e Cruz das Almas, no Recôncavo, foi o tema da audiência ocorrida nesta segunda-feira (25) entre o deputado estadual Eduardo Salles, o diretor-geral da ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia), Marcos Vargas, o diretor de Defesa Sanitária Vegetal, Armando Sá, e a coordenadora do Projeto Fitossanitário de Citros, Suely Brito. Estavam presentes também o ex-prefeito de Rio Real, Carroça, e os vereadores Cheiro Brás e Nino de Zé Bonfim.

Em função da praga, os citricultores de Rio Real têm trocando o plantio de citros por milho, cultura que emprega menos mão de obra. “A agricultura é um setor fundamental à economia da região. A mosca negra pode causar um prejuízo incalculável e precisamos de uma força tarefa para não permitir esse caos”, disse Eduardo Salles.

Conforme as explicações de Suely Brito, a mosca negra entrou na Bahia oriunda do Espírito Santo e afetou as plantações de laranja e outros tipos de tipos de vegetal, como mangueira e cajueiro.

“A falta de assistência técnica traz desinformação aos produtores”, reclama o parlamentar. O deputado propôs a instalação de biofábricas no Litoral Norte e Recôncavo para o controle biológico da mosca negra, além da utilização de produtos químicos para serem doados aos pequenos agricultores e estímulo à compra para médios e grandes. “Seriam medidas ideais para exterminar essa praga”, ressalta Eduardo Salles.

“Sugeri que o governo adquira o inseto predador natural da mosca negra de biofábricas existentes até que possamos produzi-las. Propus também um plano de emergência fitossanitário, orientado pela ADAB, para que os pequenos produtores e associações fossem preparados para combater a praga”, explicou o parlamentar.

Ficou acordado a realização de encontro em Rio Real no mês de agosto para a mobilização dos agricultores do Litoral Norte para elaborar um cronograma de ação para combater a mosca negra. Uma audiência será marcada também em Cruz das Almas.

21 de junho de 2016, 11:33

Eduardo Salles apresenta denúncia ao MPE cobrando melhoras das operadoras de telefonia em 30 municípios

 

DSCN2555

Com a intenção de melhorar a qualidade dos serviços de telefonia móvel na Bahia, o deputado estadual Eduardo Salles apresentou nesta terça-feira (21) denúncia ao MPE (Ministério Público Estadual) contra as operadoras Vivo, Tim, OI e Claro em 30 municípios do Estado. O parlamentar alega que as empresas falham na prestação de serviços essenciais e o atendimento aos assinantes é deficiente.

O deputado denunciou as operadoras por má prestação de serviços em Baixa Grande, Planaltino, Curaçá, Paratinga, Lagedo do Tabocal, Mucugê, Barra do Choça, Bom Jesus da Lapa, Xique-Xique, Tapiramutá, Ipiaú, Ilhéus, Ibirataia, Ponto Novo, Rio Real, Bonito, Luís Eduardo Magalhães, Piritiba, Caatiba, Itanhém, Juazeiro, Morro do Chapéu, Casa Nova, Itaguaçu da Bahia, Nazaré, Riachão do Jacuípe, Amargosa, Santana, Itaetê e Maraú.

“As operadoras têm descumprido obrigações legais e causam danos materiais e morais a milhares de consumidores”, reclamou Eduardo Salles. “Aqui na Bahia, principalmente no interior, é comum enfrentar problemas, como sinal inconstante, ligações que não são completadas e mau funcionamento da internet 3G”, acrescentou o deputado.

A denúncia protocolada pelo parlamentar requer punição às quatro empresas por não prestarem o serviço contratado e oferecerem atendimento de má qualidade. Eduardo Salles solicita ainda a instalação de antenas nos municípios e seus distritos.

“As operadoras são concessionárias de serviço público, portanto, têm obrigação de oferecer serviço de qualidade”, alertou Eduardo Salles.

DESCUMPRIMENTO DE CRONOGRAMA

Em 2015, Eduardo Salles ofereceu representação no MPE contra a Claro. A justificativa é que a operadora descumpriu o cronograma de cobertura de telefonia celular e fixa e dados na área rural na Bahia, conforme determina o edital vencido pela empresa em dezembro de 2012 e o TAC (Termo de Ajuste de Conduta) assinado em 2014 após a CPI da Telefonia realizada na Assembleia Legislativa da Bahia.

“Eu quero que a Claro cumpra o que determina a licitação que ela venceu. Estou cobrando apenas o cumprimento do que foi assinado pela empresa. O edital tem que ser honrado. A população baiana não pode ficar no prejuízo”, cobrou Eduardo Salles.

17 de março de 2016, 10:37

Deputado propõe frente de trabalho para ajudar Escola da Família Agrícola de Rio Real

esocla fam agr

O diretor da Escola Família Agrícola de Rio Real, Osmar Pereira, esteve no gabinete do deputado estadual Eduardo Salles nesta quarta-feira (16), acompanhado do vereador Cheiro Brás, para discutir a situação da instituição. A escola, que tem 100 alunos no curso técnico agrícola, passa por dificuldades em vários setores. “Estamos atrasando salários de professores e precisamos de um trator e um poço artesiano”, explicou o diretor.

Eduardo Salles propôs um trabalho conjunto com os demais parlamentares que representam a região. “Vamos enviar ofícios à CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional) e à CERB (Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia) solicitando a doação de um trator e perfuração de poço”, sugeriu. “Minha intenção é fazer um movimento apartidário, apenas com a intenção de resolver o problema e garantir o bom funcionamento da escola”, completou o deputado.

Junto com o diretor e o vereador, Salles esteve no gabinete da deputada Fátima Nunes, que aceitou fazer parte do grupo de trabalho, que deverá contar ainda com os deputados Alex Lima, Joseildo Ramos e Neusa Cadore. Soluções a longo prazo e medidas emergenciais necessárias às Escolas da Família Agrícola de todo o estado também serão discutidas no próximo dia 30 de março, em audiência pública na Assembleia Legislativa da Bahia.

16 de março de 2016, 15:27

Eduardo Salles, ex-prefeito Carroça e vereadores pedem à SIHS melhoria no abastecimento de água de Rio Real

Rio Real

O secretário estadual Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), Cássio Peixoto, recebeu, nesta quarta-feira (16), o deputado estadual Eduardo Salles, o ex-prefeito Carroça e os vereadores Cheiro Brás e Nino de Zé Bonfim, que solicitaram ao chefe da pasta melhoria no sistema de abastecimento de água das localidades Monbaça, Água Branca, Saco de Candeia, Anginho e Palmeiras.

Nas localidades de Água Branca, Anginho, Saco de Candeia e Mombaça, o pedido é realizar a extensão de rede de abastecimento de água, beneficiando aproximadamente 600 famílias.

“Eu, o ex-prefeito Carroça e os vereadores já tínhamos feito a solicitação em dezembro. Estamos aqui pedindo novamente. Sabemos que o período é de crise econômica e poucos recursos, mas fazemos questão de ter outra audiência para ver se conseguirmos melhorar a vida destas pessoas que moram nas localidades”, justificou Eduardo Salles.

A insistência do deputado, do ex-prefeito e dos vereadores rendeu resultados. Cássio Peixoto ordenou que a CERB (Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia) envie com urgência um técnico a Rio Real para fazer o estudo de como solucionar o problema.

A última solicitação da comitiva de Rio Real foi para a localidade de Palmeiras. “Queremos que coloque um novo reservatório na localidade e o posicione de forma mais alta. Atualmente a água está sem pressão”, explicou Carroça.

O técnico da CERB também vai realizar um estudo em Palmeiras para analisar como melhorar o abastecimento de água da localidade, garantiu o secretário.

 

09 de março de 2016, 18:07

Rio Real: Eduardo Salles e Carroça debatem com João Leão segurança pública, saúde e atração de empresas

O ex-prefeito Carroça, o vereador Cheiro Brás, o pré-candidato a vereador, José Emerson, e o assessor jurídico Raul Francis acompanharam o deputado estadual Eduardo Salles, na manhã desta quarta-feira (9), em audiência com o vice-governador em exercício, João Leão. Saúde, segurança pública e atração de investimentos para Rio Real foram os temas da reunião.

A comitiva pediu apoio do governador em exercício para conseguir, por meio da SESAB (Secretaria Estadual de Saúde), um aparelho de raio X para o Hospital Maternidade Maria Amélia. “É um reforço porque eu já tínha entregue esse pedido ao secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas”, lembra o parlamentar.

O equipamento atual tem 25 anos e foi adquirido na época da antiga Fundação Hospitalar. “O longo tempo do uso do raio X tem oferecido à população de Rio Real e Jandaíra um serviço precário. Os exames têm imagem ruim e não são todas as partes do corpo do paciente que conseguem ser radiografadas”, explicou o ex-prefeito Carroça.

João Leão assumiu o compromisso de encaminhar a solicitação ao secretário estadual de Saúde. Atualmente os pacientes têm se dirigido a Estância ou Aracaju, em Sergipe, ou Esplanada, na Bahia, para conseguir realizar o exame de imagem.

Outra solicitação da comitiva de Rio Real foi a melhoria na segurança pública. “Precisamos de mais efetivo, viatura e equipamentos para a Polícia Militar e Polícia Civil”, disse Carroça.

Quem participou da audiência também foi Aloísio Brasil, diretor da SUDIC (Superintendência de Desenvolvimento de Indústria e Comércio) para debater a possibilidade de conseguir um terreno onde possa ser instalado o distrito industrial de Rio Real.

 

 

16 de fevereiro de 2016, 13:51

Governo estadual vai contratar empresa para resgatar corpo de idoso soterrado em Rio Real

img-20160128-wa0014

Encontrar alternativas para resgatar o corpo de “José Preá”, 77 anos, que caiu numa cisterna no último dia 20 de janeiro, foi a pauta da reunião desta segunda-feira (15) do deputado estadual Eduardo Salles com o presidente da CERB (Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia), Marcus Bulhões. O acidente com o idoso ocorreu no distrito de Mucambo do Rio Azul, em Rio Real, quando a vítima foi soterrada após um desmoronamento.

No dia 28 de janeiro, Eduardo Salles solicitou ao superintendente de Proteção e Defesa Civil, Rodrigo Hita, o envio de um engenheiro a Rio Real. Luís Edmundo Prado, da UFBA (Universidade Federal da Bahia), foi destacado ao local para analisar qual é a melhor forma de resgatar o corpo sem colocar em risco a vida dos profissionais do Corpo de Bombeiros. “A vítima está a 25 metros de profundidade”, conta o parlamentar.

“O ex-prefeito Carroça pediu que eu tentasse de todas as formas solicitar auxílio ao governo para podermos resgatar o corpo e entregar à família. Já é muito difícil perder um parente e amigo, e não conseguir oferecer um enterro digno só aumenta a dor”, explicou o parlamentar.

Conforme a análise feita pelo engenheiro, foi observada fissuras horizontais, em diversas profundidades, indicando a movimentação vertical do revestimento da cisterna, houve desmoronamento parcial e o terreno está desagregado.

“A solução mais adequada e segura é da execução de um alargamento, usando escoramento metálico em segmentos, permitindo, assim, chegar ao local onde se encontra a vítima”, explicou Marcus Bulhões.

O deputado ouviu de Bulhões que o governo vai investir entre R$ 150 mil e R$ 200 mil para resgatar o corpo da vítima. “Independentemente do valor, é preciso resolver o problema. A CERB já está autorizada a contratar uma empresa para executar o serviço de resgate do corpo”, concluiu Eduardo Salles.