Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Ministério Público"

25 de agosto de 2016, 12:38

Permissionários da CEASA debatem com Eduardo Salles futuro do centro comercial

DSCN4573

Com o objetivo de ouvir as necessidades e dificuldades dos permissionários que trabalham na CEASA (Central de Abastacimento da Bahia), o deputado estadual Eduardo Salles participou, na manhã desta quarta-feira (24), de assembleia com o superintendente da EBAL (Empresa Baiana de Alimentos), Eugênio Burgos, representantes da ASPEC (Associação dos Permissionários da CEASA), Egnaldo e Eurípedes, e os trabalhadores.

Os permissionários afirmam que foram excluídos do processo que definirá a exploração comercial do local, tendo em vista que o Governo do Estado já sinalizou uma possível privatização. A incerteza é quanto a manutenção das suas atividades e sob quais condições, além de alegarem problemas referentes a gestão de energia elétrica, vazamentos de água e infraestrutura.

O deputado afirmou que é necessário trabalhar coletivamente na busca de uma solução. “É preciso trazer os trabalhadores para o centro da discussão, pois eles serão os principais afetados por qualquer decisão que venha a ser tomada. Estou me colocando ao lado deles em busca desse diálogo”, ressalta o parlamentar.
Esta é a terceira vez que Eduardo Salles participa de atividades com representantes da ASPEC, associação que representa 1.200 permissionários, e já realizou visita à central de abastecimento em um dia de feira, após convite da entidade.

NOTIFICAÇÃO

Outra ponto levantado pela associação é a notificação do Ministério Público à SUDIC (Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial ) quanto a prática de trabalho infantil na CEASA. O órgão questiona a presença de crianças e adolescentes que exercem atividades remuneradas no local, em condições consideradas insalúbres ou que coloquem em risco a segurança delas.

Como forma de conscientização, no mês de outubro será realizado DIA D de combate ao trabalho infantil. Previsto para ocorrer em 14 de outubro, a proposta é que seja realizado o cadastramento dos adolescentes que exercem algum tipo de atividade no local, para que posteriormente sejam incluídos no Programa Jovem Aprendiz, assim como a sensibilização dos clientes que utilizam esse tipo de mão de obra.

O deputado ressalta que a erradicação do trabalho infantil é imporante, juntamente com o respeito aos direitos da criança e adolescente, porém, é preciso avaliar o cenário com cuidado. “Essa questão é delicada e acredito que o Ministério Público terá sensibilidade para tratar o assunto. Muitos jovens que estão na CEASA são responsáveis pelo sustento da família e temos que buscar uma alternativa viável para garantir a susbsistência dessas pessoas”, avalia.