Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Jovens"

01 de dezembro de 2016, 10:36

Programa Primeiro Emprego cria nove mil oportunidades para jovens da rede estadual de ensino

primeiro-emprego-2

Garantir a primeira oportunidade de trabalho a 9.000 jovens formados na rede estadual de educação profissional é o objetivo do Programa Primeiro Emprego, lançado nesta quarta-feira (30) pelo governador Rui Costa. A meta é preencher, apenas no setor público, 4,5 mil vagas até novembro de 2017. A outra metade até novembro de 2018.

O deputado estadual Eduardo Salles, que não pôde estar presente por compromissos já agendados em Brasília, ressaltou a importância do projeto. “Sabemos que a inserção no mercado de trabalho é difícil e ter um projeto como esse no estado é uma grande oportunidade de incentivo aos nossos jovens”, disse o parlamentar, presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia. No setor público, neste primeiro momento, as vagas serão destinadas às áreas da saúde, educação e segurança pública.

Rui Costa garantiu emprego para 446 jovens na segurança pública. Os jovens vão desempenhar atividades em áreas como administração, contabilidade, informática, recursos humanos e outras. Todos eles receberam formação específica para sua área de atuação durante o período em que frequentaram os cursos da Educação Profissional.

“Eles vão atuar em todo o estado, nos centros integrados de comunicação, nos chamados de urgência por telefone e vão ajudar a melhorar a qualidade do atendimento à população na Bahia. Vamos tirar policiais do serviço administrativo e colocar na atividade fim, garantindo a segurança da população”, afirmou o governador.

Ao conquistar a vaga, intermediada pela SETRE (Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte), os egressos terão Carteira de Trabalho assinada e todos os direitos garantidos. O contrato tem duração de 24 meses no Estado. Já as empresas particulares têm a prerrogativa de definir se haverá a continuidade do contrato. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo, já nos órgãos estaduais, o contemplado terá salário mínimo, plano de saúde e vale transporte.