Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Investimento"

13 de julho de 2017, 15:08

Zona de exportação é aposta para retomada do crescimento da economia e geração de empregos em Ilhéus e região

IMG_4151

O deputado estadual Eduardo Salles acompanha, nesta sexta-feira (14), em Ilhéus, a visita oficial à ZPE (Zona de processamento de Exportação), localizada na Rodovia Ilhéus – Uruçuca, na BA 262. O convite para compor a comitiva, que integra empresários chineses, foi feito pelo vice-governador e secretário estadual de Planejamento, João Leão, que também estará na cidade acompanhado por outras autoridades estaduais e municipais. Para discutir o assunto, Eduardo Salles participou, nesta quarta-feira (12), de reunião com o gestor da ZPE Bahia, Otávio Pimentel, e o vice-governador João Leão. “Como um dos deputados estaduais mais votados em Ilhéus, tenho total interesse e parabenizo o governador Rui Costa e o vice-governador João Leão por essa iniciativa que vai oferecer condições para a retomada da economia do município que sofreu, no final dos anos 80, com a vassoura-de-bruxa que invadiu e destruiu as plantações de cacau”, disse o parlamentar.

“Sou deputado eleito com os votos da população de Ilhéus e tenho grupo político, mas quero deixar claro que meu mandato está à disposição do atual prefeito Mario Alexandre para ajudar, no que for preciso, para levarmos melhorias ao município”, garante o deputado.

A ZPE de Ilhéus conta com um terreno de 2.250 mil m², tendo seu projeto com 9.500m² de área construída, onde já foi aprovado o projeto arquitetônico, alvará de construção e licença ambiental. O principal objetivo da instalação desse complexo industrial na região é a atração de empresas chinesas para que possam se instalar no estado.

As Zonas de Processamento de Exportação são caracterizadas como áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas à produção de bens a serem exportados. As empresas que se instalam em ZPE operam com suspensão de impostos, liberdade cambial e procedimentos administrativos simplificados – com a condição de destinarem, pelo menos, 80% de sua produção ao mercado externo.

Atualmente, existem 24 ZPEs criadas em diferentes fases pré-operacionais, distribuídas em 20 estados brasileiros e apenas as do Ceará e do Acre estão em funcionamento. Das 24, Ilhéus é uma das duas que funciona no regime municipal e com administração privada.

“A ZPE foi instituída em 1987, coincidentemente, durante a primeira gestão do então prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, entre 1983 e 1988. Porém, ao longo dos anos, houve uma forte resistência da indústria, principalmente de São Paulo, devido ao temor de uma concorrência. E, só após quase 30 anos, modificações foram necessárias para facilitar e agilizar o processo de instalação das ZPEs no país”, analisou o deputado.

Na passagem por Ilhéus, a comitiva visita o Porto de Malhado, onde os empresários preveem investimentos para a melhoria da sua infraestrutura, a área da ZPE de Ilhéus, na rodovia Ilhéus-Uruçuca e assinatura do memorando de entendimentos entre a Free Trade Zone de Tianjin e a e a ZPE do município. O último compromisso do grupo é um jantar, no Palácio de Ondina, em Salvador, com o governador Rui Costa que vai assinar um termo de cooperação entre a Província de Tianjin e o estado para se tornarem estados-irmãos. Tianjin é uma das maiores e mais importantes cidades da China, com crescimento de mais de 30% ao ano e, atualmente, uma das maiores bases do país para indústrias relacionadas à alta-tecnologia e telecomunicações.

INVESTIMENTOS

Na reunião em que o deputado estadual teve com o gestor da ZPE Bahia, foi discutido que, para viabilizar a implantação da Zona de Ilhéus, considerada estrategicamente importante para o país, já que funciona bem ao centro da faixa litorânea brasileira, é preciso que o Porto do Malhado esteja em condições favoráveis.

A perspectiva é que o Porto receba investimentos privados na ordem de R$ 650 milhões para a melhoria da sua infraestrutura. Com o valor, o local receberá dois berços de atracação, que terão capacidade para receber os maiores cargueiros de contêineres em operação, chamados de Post-Panamax, e que podem transportar até 140 mil toneladas. Atualmente, o maior navio que atraca no porto transporta 50 mil toneladas.

O investimento também vai permitir a construção de armazéns para facilitar a passagem de grãos, um retroporto para a operação de minério em um espaço de 100 mil m² e um terminal de contêiner. Também está previsto a dragagem que vai ampliar 10 para 14 metros a profundidade operações no Porto do Malhado. O serviço é fundamental para que navios de maior calado, que transportam soja, por exemplo, possam atracar.

“Além desse importante investimento, construções como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Ponte do Pontal, localizada sobre o rio Cachoeira, na BA-001, a duplicação da BR-415, rodovia que liga Itabuna a Ilhéus, o sistema de esgotamento e o Hospital da Costa do Cacau vão promover a geração de emprego e renda fazendo com que a economia do município retome o caminho do crescimento.

“Junto com o nosso grupo político em Ilhéus, continuaremos trabalho por mais investimentos, projetos estruturantes e mais empregos para os jovens e a população ativa que sofre com o desemprego”, finalizou Eduardo Salles.