Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa"

03 de março de 2016, 09:51

Eduardo Salles participa de reunião com presidente da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa do Congresso

materia frente parlamentar

Criada em 1998, a Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa é a maior do Congresso Nacional, e responsável por propor e elaborar projetos de lei e fiscalizar medidas que possam beneficiar ou prejudicar o setor.

E para conhecer mais sobre o assunto, o deputado estadual Eduardo Salles, presidente da Frente Parlamentar da Micro, Pequena e Média Empresa da Assembleia Legislativa da Bahia, foi a Brasília nesta terça-feira (2) para participar de reunião com o presidente da Frente Parlamentar Mista do Congresso, o deputado federal Jorginho Mello (SC).

“O objetivo é conhecer cada vez mais a forma como atua a Frente Parlamentar aqui no Congresso. Eles têm quase 20 anos de experiência”, justifica Eduardo Salles. “Nossa intenção é reunir todas as ações exitosas no Brasil para fazermos o Estatuto Estadual”, acrescentou o deputado baiano.

“O vínculo do deputado com a micro, pequena e média empresa é enorme. O setor, mesmo nesta crise, demitiu 200 mil trabalhadores. Já nas empresas grandes esse número é 1000% maior. Somos responsáveis por gerar 98% dos postos de trabalho”, disse Jorginho Mello.

Atualmente, a luta da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa é a aprovação do PL 125, que vai permitir a progressividade, simplificação na cobrança de oito tributos, criação de uma instituição financeira para oferecer crédito, aumentar para 120 meses o prazo do REFIS e outros pontos interessantes ao setor.

“Agora o projeto está nas mãos da relatora, senadora Marta Suplicy (SP)”, informa Mello. “O momento para a aprovação é oportuno. O Brasil em crise e nós matando o micro, o pequeno e o médio, que são geradores de emprego”, reclama o presidente da Frente no Congresso. O regime de urgência para votação do PL 125 já foi aprovado.

Eduardo Salles se colocou à disposição para conversar com a bancada de senadores e deputados federais da Bahia para ajudar a acelerar a votação e aprovar o PL 125.

“Queremos, seja na Bahia ou em âmbito federal, ajudar a diminuir a burocracia e facilitar a vida desses empreendedores responsáveis por gerar empregos no país. Vamos estreitar relações com a Frente Parlamentar do Congresso para melhorar nossos trabalhos no Estado”, declarou Eduardo Salles.

A Frente Parlamentar baiana foi criada em 2015 por iniciativa de Eduardo Salles, que conseguiu a assinatura de todos os outros 62 parlamentares da Assembleia Legislativa.

18 de novembro de 2015, 15:20

Deputado media debate sobre interiorização do empreendedorismo

cafe da manha

O café da manhã de abertura da Semana Global do Empreendedorismo, que aconteceu nesta quarta-feira (18), na Casa do Comércio, em Salvador, contou com debate mediado pelo deputado Eduardo Salles sobre a interiorização do empreendedorismo na Bahia.

“O tema é bastante relevante e precisa muito ser discutido para que o empreendedorismo seja fomentado e esteja cada vez mais presente em todo o Estado, e não apenas na Região Metropolitana”, diz o parlamentar, que é presidente da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa.

Participaram do debate dos membros do conselho concultivo da Frente Parlamentar, João Pedro Bahiana e Rodrigo Salles, presidentes da AJE e da Unijr, instituições responsáveis pela realização do evento. “Fico feliz em ver representantes dos movimentos jovens participando de debates sobre o futuro do empreendedorismo em nosso país”, parabeniza Salles.

18 de novembro de 2015, 10:06

Eduardo Salles participa do COMPEM Itinerante em Feira de Santana

FIEB

Presidente da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, o deputado estadual Eduardo Salles foi a Feira de Santana nesta terça-feira (17) participar do COMPEM (Conselho da Micro e Pequena Empresa) Itinerante, que fez parte das atividades da Semana Global do Empreendedorismo.

“O COPEM veio ao município de Feira de Santana debater caminhos que fortaleçam as micros e pequenas empresas da região que é responsável por 21% do PIB industrial baiano”, justificou Carlos Gantois, vice-presidente da FIEB (Federação das Indústrias do Estado da Bahia) e presidente do conselho consultivo da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa da Assembleia Legislativa da Bahia.

“Há um mês, demos posse aos membros da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, que pretende oferecer projetos e leis para tirar os entraves dos empreendedores e ajudar a interiorização dos pequenos e médio empresários”, disse Eduardo Salles.

Dentre os conselheiros da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa e que também participaram da reunião itinerante do COMPEM em Feira de Santana, estavam também Advan Furtado, superintendente do SEBRAE, e Reginaldo Rossi, presidente da CIEB (Centro das Indústrias do Estado).

20 de outubro de 2015, 17:19

Membros da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa são empossados na Assembleia

frente parlamentar 3

Vinte e dois membros dos conselhos Parlamentar, Consultivo e Jurídico da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa tomaram posse nesta terça-feira (20) na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Eduardo Salles é o presidente e o líder da minoria na Casa, Sandro Régis, o vice-presidente.

Os componentes da Frente são do Legislativo, SEBRAE, FIEB (Federação das Indústrias do Estado da Bahia), FAEB (Federação da Agricultura do Estado da Bahia), Fecomércio, FETAG (Federação dos Trabalhadores em Agricultura do Estado da Bahia), CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), CIEB (Centro das Indústrias do Estado da Bahia), da UNIJR (Federação das Empresas Juniores do Estado da Bahia), da Associação Comercial da Bahia, AJE (Associação de Jovens Empreendedores), Desenbahia e Banco do Nordeste.

Criada em junho, após a assinatura de todos os parlamentares da Casa, a Frente pretende aplicar na Bahia iniciativas que deram certo em outros estados, trabalhar em parceria com a bancada federal para tratar de projetos de lei relativos ao setor que tramitam no Congresso Nacional e elaborar leis para reduzir os gargalos que fazem quase 50% das micro e pequenas empresas fecharem antes de três anos de funcionamento.

Eduardo Salles ressaltou a importância de interiorizar o empreendedorismo porque 38% das micro e pequenas estão instaladas na Região Metropolitana. “Temos áreas na Bahia que apresentam baixos níveis de modernização e pouca articulação. Temos que inverter essa equação ou pelo menos torná-la mais equilibrada”, disse Eduardo Salles.

Adhvan Furtado, superintendente do SEBRAE, lembrou que o fechamento da micro e pequena empresa vai mais além que a perda de empregos. “Muitas vezes significa a falência de uma família”, alerta. Presidente do Conselho Consultivo, Carlos Gantois, 1º vice-presidente da FIEB, acredita que a Frente Parlamentar vai ser benéfica ao setor porque mescla a “participação da sociedade civil e do poder público”.

O vice-governador João Leão, também secretário estadual de Planejamento, lembrou que os bancos públicos têm recursos para empréstimo e revelou um projeto em estudo para levar investimentos ao interior. “Queremos conceder incentivos fiscais maiores às empresas que se instalarem em regiões do Estado que têm menor arrecadação e, consequentemente, menor desenvolvimento”, revelou.

 

COMPOSIÇÃO DA FRENTE PARLAMENTAR DA MICRO E PEQUENA EMPRESA

 

CONSELHO PARLAMENTAR

– Deputado estadual Eduardo Salles (presidente);

– Deputado estadual Sandro Régis (vice-presidente);

– Deputado estadual Alex Lima;

– Deputado estadual Fabíola Mansur;

– Deputado estadual Leur Lomanto Júnior;

– Deputado estadual Luciano Ribeiro;

– Deputado estadual Luciano Simões;

– Deputado estadual Pablo Barrozo;

– Deputado estadual Rosemberg Pinto;

 

CONSELHO CONSULTIVO

– Carlos Henrique Jorge Gantois (1º vice-presidente da FIEB);

– Adhvan Furtado (superintendente do SEBRAE);

– Guilherme Moura (Vice-presidente de Desenvolvimento Agropecuário da FAEB);

– Jorge Antônio de Oliveira Bagdeves (superintendente do Banco do Nordeste);

– Kelsor Gonsales Fernandes (presidente da FECOMÈRCIO);

– Paulo Roberto Tanus Freitas (1º vice-presidente da CDL);

– Luiz Fernando Studart Ramos de Queiróz (presidente da Associação Comercial da Bahia);

– Cláudio Silva Bastos (presidente da FETAG);

– Otto Alencar Filho (presidente do DESENBAHIA);

– João Pedro Bahiana (presidente da AJE);

– Rodrigo Garcia de Salles (diretor-presidente da Federação das Empresas Juniores da Bahia);

 

CONSELHO JURÍDICO

– Rodrigo Martins Mariano (assessor parlamentar);

– Edmundo José Bustani Neto (assessor jurídico);

06 de agosto de 2015, 16:23

Deputado participa de lançamento do Movimento Compre do Pequeno, do SEBRAE

O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) lançou, nesta quarta-feira (5), o Movimento Compre do Pequeno Negócio em cerimônia na FIEB (Federação das Indústrias do Estado da Bahia). Eduardo Salles, proponente da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, participou do evento e considerou a iniciativa ‘maravilhosa’. “Sei o quanto essa ação é importante para a valorização do pequeno negócio e fortalecimento da economia”, elogiou.

O Movimento será celebrado todos os anos no dia 5 de outubro, data em que foi instituído o Estatuto da Micro e Pequena Empresa. O objetivo do projeto é conscientizar a população sobre a importância de comprar do pequeno negócio e mostrar as vantagens desse tipo de comércio. “Comprar do pequeno negócio traz muitos benefícios. Ajuda a valorizar a cultura local, gera empregos e renda e impulsiona a produção de cada região”, explica o diretor do SEBRAE, Lauro Ramos.

PLANOS
À frente da recém-criada Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, o deputado Eduardo Salles já sabe qual será a sua primeira missão. “Após a finalização de um estudo técnico que está sendo feito pelo SEBRAE, vamos buscar na Secretaria Estadual da Fazenda o convencimento da importância de ajustar a questão tributária para que possamos estimular ainda mais a compra de produtos da micro e pequena empresa”, explica.