Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Embasa"

23 de julho de 2016, 17:34

Início da captação na barragem da Mata da Boa Esperança aumenta em 10% oferta de água em Ilhéus

13770355_10201765759182409_5340733934242578422_n

Começou a funcionar neste sábado (23) a captação de água da barragem da Mata da Boa Esperança, em Ilhéus, o que vai aumentar em 10% a oferta dos recursos para os moradores do município, que têm sofrido com a crise hídrica na região. A informação foi dada ao deputado estadual Eduardo Salles e ao prefeito em exercício, Carlos Machado, na última quinta-feira (21), pelo gerente regional e o diretor de operações de interior da empresa, José Lavigne e Ubiratan Cardoso, respectivamente.

A obra para a instalação de 2,5 quilômetros de adutora na barragem da Mata da Boa Esperança começou ainda no primeiro semestre de 2016, logo após o prefeito Jabes Ribeiro e Eduardo Salles participarem de audiência em Salvador com o governador Rui Costa.

Na última terça-feira (19) o parlamentar participou de audiência com o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, e o presidente da EMBASA, Rogério Cedraz, para saber o cronograma de início de captação de água na Barragem da Mata da Boa Esperança. Eduardo Salles foi informado que faltava resolver questões ambientais.

No dia seguinte, com a presidente do INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia), Márcia Telles, o deputado teve a garantia que o processo para início da operação teria agilidade.

“Percorri todo esse caminho porque sei o sofrimento que a população de Ilhéus está passando. Tenho obrigação, como representante político, de cobrar dos órgãos e agilizar medidas e obras que melhorem a oferta de água”, justificou Eduardo Salles.

Segundo Ubiratan Cardoso, a EMBASA está em processo de implantação de mais três estações elevatórias, 23 reservatórios comunitários e apoio de nove caminhões-pipas para suprir a demanda de hospitais, escolas públicas e UESC (Universidade Estadual Santa Cruz).

Outra ação prometida pelos diretores da EMBASA é aumentar de 160mm para 200mm o diâmetro da tubulação da adutora que leva água ao centro e zona norte.

21 de julho de 2016, 08:59

Agilidade na questão ambiental para ampliação do abastecimento de água em Ilhéus é solicitada por Eduardo Salles ao INEMA

DSCN3607

Nesta quarta-feira (20), o deputado estadual Eduardo Salles participou de audiência com a diretora-geral do INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Márcia Telles, e solicitou agilidade na liberação da documentação ambiental que vai permitir o início da captação de água na barragem da Mata da Boa Esperança, em Ilhéus.

A audiência foi marcada após o parlamentar participar de reunião nesta terça-feira (19) com o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), Cássio Peixoto, e o presidente da EMBASA, Rogério Cedraz, para pedir informações e propostas que diminuam a dificuldade de abastecimento de água no município.

“Saí da reunião com a garantia de Márcia Telles de que toda a equipe está sensibilizada com o drama que os moradores de Ilhéus estão vivendo e ela se comprometeu que os funcionários trabalharão em regime de mutirão para tentar finalizar até quinta-feira (21) o processo para permitir o início da captação de água na barragem da Mata da Boa Esperança”, comemorou Eduardo Salles.

“É claro que essa obra não resolve completamente o problema de abastecimento de água em Ilhéus, mas é uma medida que vai permitir a diversos bairros serem abastecidos com mais regularidade”, esclareceu o parlamentar.

“Como representante político de Ilhéus, vou até o fim para conseguir levar soluções que permitam à população ter acesso a água”, garantiu o deputado estadual.

20 de julho de 2016, 13:05

Eduardo Salles solicita ações para minimizar agravamento da crise hídrica em Ilhéus

IMG-20160720-WA0014

A dificuldade no abastecimento de água em Ilhéus foi a pauta da audiência desta terça-feira (19) do deputado estadual Eduardo Salles com o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), Cássio Peixoto, e o presidente da EMBASA, Rogério Cedraz. A reunião ocorreu após solicitação do prefeito em exercício, Cacá Colchões, e dos secretários municipais de Relações Institucionais, Fred Vésper, e de Educação, Paulo Moreira, em função do agravamento da oferta de água nos bairros e zona rural, inclusive escolas.

“A crise hídrica no município tem causado diversos transtornos à população. Fui solicitar informações e apoio para que esses problemas sejam minimizados”, esclareceu Eduardo Salles. “Eu e o prefeito Jabes Ribeiro estivemos diversas vezes nos últimos meses em reunião com o secretário, o presidente da Embasa e o governador Rui Costa para propor e buscar soluções ao problema. Destas audiências ficou acertada a obra emergencial da nova captação da barragem da Mata da Boa Esperança”, acrescenta o parlamentar.

Conforme o presidente da EMBASA, as obras já foram finalizadas, mas para a captação ser iniciada ainda falta a liberação de algumas questões ambientais. “Segundo o secretário e Rogério Cedraz, em breve o novo sistema entrará em funcionamento e aliviará o sofrimento de alguns bairros que estão fazendo rodízio e passando muitos dias sem água. Eu já solicitei uma audiência também com a presidente do INEMA (Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Márcia Telles, para tratar da celeridade deste processo”, revela o deputado.

O desabastecimento tem causado problemas não só na zona urbana. Nas escolas rurais, conforme o secretário municipal de Educação, a falta de água dificulta a realização de tarefas simples e tem causado até a suspensão de aulas em algumas unidades.

“Como sou representante político de Ilhéus, solicitei a Cássio Peixoto a liberação, por meio da CERB (Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia), de reservatórios de água para instalação nas escolas para, de forma emergencial, garantir a manutenção das unidades”, disse Eduardo Salles.

18 de junho de 2016, 15:31

Fusegate da barragem de Ponto Novo é pauta da reunião de Eduardo Salles e Adelson Maia na SIHS

IMG-20160618-WA0012

Acompanhado do prefeito de Ponto Novo, Adelson Maia, o deputado estadual Eduardo Salles participou na última quinta-feira (16) de audiência com o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, para saber informações sobre os fusegates, equipamentos que permitem aumentar o volume de água dos reservatórios da Barragem de Ponto Novo.

“O secretário nos garantiu que o compromisso assumido pelo governo será honrado. O recurso para os fusegates já existe e Cássio vai levar o assunto à próxima reunião com o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster”, conta Eduardo Salles.

TUBOS
O deputado e o prefeito também solicitaram celeridade na entrega dos 14 km de tubos que serão fornecidos pela  após assinatura de convênio com a CERB (Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia). O material será utilizado em três redes de abastecimento que vão beneficiar 260 famílias em sete localidades da zona rural de Ponto Novo.

Cássio Peixoto informou que a EMBASA já expediu a conexão da tubulação com sua adutora.

Também estavam presentes à reunião o presidente da Associação dos Reassentados de Ponto Novo, Givanilton Santos, os representantes do distrito de irrigação de Ponto Novo, Adalberto Souza e José Silva, e o representante dos produtores, Elivandro Lima.

04 de maio de 2016, 15:50

Embasa resolve diminuir captação de água da barragem de Pedras Altas

Barragem de Pedras Altas_Foto_Cássia_Dias

A EMBASA (Empresa Baiana de Saneamento) decidiu nesta quarta-feira (4) reduzir em 50% a captação de água da barragem de Pedras Altas, no município de Capim Grosso. Esse percentual será retirado a partir de agora da barragem de São José do Jacuípe, que, depois das chuvas registradas em janeiro, atualmente está com 63 milhões de metros cúbicos o mesmo volume da soma do armazenamento atual das barragens de Ponto Novo (30 milhões de metros cúbicos) e Pedras Altas (33 milhões de metros cúbicos).

Conforme a decisão da EMBASA, o sistema de abastecimento de água do sisal, responsável por suprir a demanda de 22 municípios, com aproximadamente 200 mil pessoas, receberá 50% do total da barragem de Pedras Altas e a outra metade da barragem de São José do Jacuípe.

A redução da captação de água na barragem de Pedras Altas é uma solicitação antiga feita pelo deputado estadual Eduardo Salles e o prefeito de Ponto Novo, Adelson Maia. “Ainda nesta terça-feira (3), solicitei aos secretários estaduais da Casa Civil, Bruno Dauster, e de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), Cássio Peixoto, a necessidade de resolver esse problema”, explicou o parlamentar.

Eduardo Salles observa que é preciso evitar futuros “conflitos de água” neste momento em que há oferta do recurso na barragem de São José do Jacuípe.

Segundo Marcelo Nunes Abreu, diretor de Segurança Hídrica da SIHS, já foi feita nos últimos dias a análise da água da barragem de São José do Jacuípe. “É de boa qualidade”, garante.

A captação de água na barragem de Pedras Altas ocorria porque a barragem de São José do Jacuípe estava com apenas 1,7% de sua capacidade. “As chuvas que caíram em janeiro foram acima das médias históricas e elevaram o volume, permitindo que retiremos a partir de agora só 50% da necessidade de água da adutora do sisal”, conta Nunes Abreu.

O deputado estadual lembra a importância de estocar água nas barragens da Bacia do Alto Itapicuru (Pedras Altas, Ponto Novo e Pindobaçu). “Caso seja necessário, a barragem de Pedras Altas fará o abastecimento humano de alguns municípios. Desta forma, a barragem de Ponto Novo vai continuar a fornecer água para o perímetro irrigado, que gera milhares de empregos da região”, afirma Eduardo Salles.

25 de abril de 2016, 14:36

Projeto de captação emergencial de água em Itanhém está em fase de conclusão

itanhém

Dez mil pessoas na sede de Itanhém estão sofrendo com problemas de abastecimento de água em suas casas. O rio Preto, responsável por abastecer o município, secou em função da falta de chuva ano passado, quando a precipitação foi de apenas 700 milímetros. A média é de 1.800 milímetros.
Para diminuir a falta de água, o abastecimento tem sido feito pela Embasa atualmente por meio de carro pipa, o que trouxe gastos de R$ 300 mil.

Em março, o deputado estadual Eduardo Salles, o prefeito Bentevi, o vereador Audrey, o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Renato Correia, e o líder comunitário, Paulo Renato, foram à SIHS (Secretaria Estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento) para audiência com o chefe da pasta, Cássio Peixoto, em busca de uma medida emergencial para o problema.

Após a solicitação do deputado, o projeto para captação de água na cabeceira da cachoeira na propriedade de Irineu Prudêncio deve concluir na próxima semana. Uma barragem está em construção no local.

Estão sendo utilizados 1,5 km de tubulação para conduzir a água até o local onde a captação é feita atualmente e partir deste local ser direcionada à estação de tratamento.

“A população estava passando aperto. Esta solução vem a calhar em um momento muito oportuno”, comemora Eduardo Salles.

14 de abril de 2016, 11:40

Eduardo Salles e Jabes Ribeiro cobram campanha publicitária para conscientizar população sobre racionamento de água em Ilhéus

DSCN1035

A pedido do prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, o deputado estadual Eduardo Salles participou de audiência nesta quarta-feira (13) com o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, para tratar da elaboração de uma campanha publicitária coordenada pela EMBASA (Empresa Baiana de Saneamento) para conscientizar a população do município sobre a importância de economizar água.

A EMBASA informou que a partir de segunda-feira (18) a oferta de água a Ilhéus será reduzida em 15%. A empresa alega que a diminuição ocorre em função da falta de chuvas na região. A previsão é que sejam atingidos 24 mil domicílios, que receberão água em dias alternados.

“Cássio Peixoto ligou para o presidente da EMBASA, Rogério Cedraz, que prometeu iniciar uma campanha publicitária ampla o mais rápido possível para conscientizar a população sobre a importância de economizar água”, revelou Eduardo Salles.

“Ilhéus ainda não está numa situação tão crítica como o município vizinho, mas é preciso um esforço de todos agora para evitarmos um problema maior”, acrescentou o deputado.

16 de março de 2016, 15:57

Itanhém: SIHS estuda como captar de forma emergencial água do córrego Dantas

itanhém

Dez mil pessoas na sede de Itanhém estão sofrendo com problemas de abastecimento de água em suas casas. O rio Preto, responsável por abastecer o município, secou em função da falta de chuva ano passado, quando a precipitação foi de apenas 700 milímetros, quando a média é de 1.800 milímetros. 

Para dirimir a falta de água, o abastecimento tem sido feito pela Embasa atualmente por meio de carro pipa. “Já foram gastos R$ 300 mil”, alerta o prefeito Bentevi. “Na última semana, postos de saúde e escolas tiveram que ficar sem funcionar”, acrescentou o gestor.

O deputado estadual Eduardo Salles, Bentevi, o vereador Audrey, o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Renato Correia, e o líder comunitário, Paulo Renato, foram nesta quarta-feira (16) à SIHS (Secretaria Estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento) para audiência com o chefe da pasta, Cássio Peixoto.

A intenção foi pedir ajuda da SIHS para uma medida emergencial que garanta água nas residências e órgãos públicos. “Propomos que a Secretaria disponha sete quilômetros de tubulação, o que vai permitir captar água do córrego Dantas e abastecer a população”, explica Eduardo Salles.

“Não podemos esperar o projeto da Embasa, de captação do rio Água Fria. A situação é emergencial”, falou Audrey.

O secretário determinou que já nesta quinta-feira (17) um técnico da CERB (Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia) vá a Itanhém fazer o estudo de como captar do córrego Dantas.

“Queremos resolver essa situação com total urgência”, garantiu Cássio Peixoto. “Resolver esse problema é uma preocupação que compartilho com o deputado estadual Robinho, e os parlamentares federais Mário Júnior e Ronaldo Carleto”, concluiu Eduardo Salles.