Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "deputado federal"

27 de junho de 2016, 10:34

Programa para detectar precocemente o câncer de mama beneficia 2.100 mulheres em Xique-Xique

Programa de rastreamento do câncer de mama atua em parceria com as Bases Comunitárias de Segurança da Polícia Militar Foto: Carol Garcia/GOVBA

Programa de rastreamento do câncer de mama atua em parceria com as Bases Comunitárias de Segurança da Polícia Militar
Foto: Carol Garcia/GOVBA

Começou nesta terça-feira (27) e segue até 13 de julho, em Xique-Xique, o Programa de Rastreamento do Câncer de Mama. O projeto vai atender 2.100 mulheres entre 50 e 69 anos previamente cadastradas pelos agentes municipais de saúde. A ação foi conseguida na SESAB (Secretaria Estadual de Saúde) após solicitação do prefeito, Dr. Ricardo, do deputado estadual Eduardo Salles, do deputado federal Cacá Leão e do vice-governador João Leão.

A carreta do programa vai ficar estacionada na Praça da Caldeira, com atendimento de segunda a sábado, de 8h às 12h e das 14h às 18h. As mulheres que forem diagnosticadas com a doença serão encaminhadas pela SESAB para tratamento cirúrgico, quimioterápico e/ou radioterápico em unidade oncológica especializada.

Para Eduardo Salles, a carreta só vai levar benefícios às moradoras. “A minha luta é pela saúde da população e a chegada do projeto vai auxiliar na identificação e tratamento. A cada 10 mulheres diagnosticadas com câncer de mama no país, três morrem. Esse é um assunto sério e que precisa ter uma atenção maior”, defendeu o parlamentar.

Para o prefeito, a cidade só tem a ganhar com o programa. “Isso vai diminuir o tempo de espera das mulheres e facilitar a realização do exame, do diagnóstico e do tratamento. É um grande avanço para a saúde de Xique-Xique”, comemorou.

08 de abril de 2016, 09:34

Em Maraú, governador garante que não quer sala de aula sem professor

 

IMG-20160407-WA0030

Pela primeira vez em sua história, o CETEP (Centro Territorial de Educação Profissional) Litoral Sul, que funciona em um imóvel construído em 1934, recebeu a visita de um governador. Rui Costa, chefe do executivo baiano, foi nesta quinta-feira (7) à unidade conhecer o local e aproveitou para ouvir e responder as perguntas de pais, alunos, professores e funcionários.

Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Eduardo Salles acompanhou o governador junto com a prefeita de Maraú, Gracinha Viana, e o deputado federal Ronaldo Carletto. A visita ao CETEP Litoral Sul ocorreu após a inauguração do DISEP (Distrito Integrado de Segurança Pública) do município.

“A atitude do governador de ir em pelo menos uma escola dos municípios que visita é fantástica porque permite que ele e representantes da Secretaria Estadual de Educação conheçam a realidade da rede, não só na parte estrutural, mas também as queixas e dificuldades de professores, pais, alunos e funcionários”, disse Eduardo Salles.

O governador garantiu que a intenção dele é não deixar nenhuma escola sem professor, apesar de o Estado ter uma das piores arrecadações per capitas da federação. “A Bahia investe 28% do seu orçamento em educação, quando a lei preconiza 25%”, revelou Rui Costa. “Mas precisamos melhorar, sem dúvida nenhuma, a gestão”, acrescentou.

Questionado sobre o asfaltamento da BR-030, Rui Costa afirmou que desde o primeiro dia de governo tem colocado a estrada como sua prioridade. “Há poucos dias conversei com o ministro dos Transportes. Espero em breve poder voltar a Maraú para assinarmos a ordem de serviço”, informou. O chefe do executivo garantiu ainda a compra de novos ônibus para servirem ao transporte escolar.

Uma reclamação dos servidores de empresa terceirizada é o atraso no pagamento dos salários. “Acredito que com o novo modelo de licitação para a contratação dessas empresas, vamos acabar com esse problema. Não é intenção do governo pagar e a empresa não repassar o dinheiro dos trabalhadores”, explicou o governador.

Rui Costa apresentou os detalhes do Programa Primeiro Estágio e Primeiro Emprego. “Serão 4.500 vagas esse ano e mais 4.500 no próximo ano. Os estudantes terão acesso a plano de saúde e receberão pagamento”, contou.

Para concluir, o governador explicou que decidiu, com a ajuda do secretário de Educação, Osvaldo Barreto, e Eduardo Salles, extinguir o PST (Prestação de Serviços Temporário) por REDA (Regime Especial de Direito Administrativo) porque oferece mais respeito ao trabalhador. Rui Costa pediu aos servidores PSTs que ainda têm ordenados a receber encaminhar suas solicitações à DIREC (Diretoria Regional de Educação).

02 de abril de 2016, 18:42

Eduardo Salles diz que ministra ‘traiu os baianos’ ao assinar decreto que rebaixa a CEPLAC

12795312_10201190750767558_7240548881507058338_n

O deputado estadual Eduardo Salles disse neste sábado (2), em entrevista à rádio Conquista FM, de Ilhéus, no programa do apresentador Fred Vesper, que ele e “todos os que se preocupam com os destinos da região cacaueira” estão indignados e se sentem traídos pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu, que assinou, no último dia 31, decreto que transforma a CEPLAC (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira) em departamento vinculado à Secretaria de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo do Ministério da Agricultura.

A decisão, que na visão do deputado, equivale à extinção da CEPLAC, foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (1º). Parlamentares e senadores representantes das regiões produtoras de cacau no Estado participaram de audiência com a ministra em março.

“Todos os presentes explicitaram a ela que não eram contra a modernização da instituição, mas que não concordavam com a transformação da CEPLAC em um departamento do Ministério da Agricultura, sem autonomia administrativa, financeira e orçamentária”, explicou Eduardo Salles. “A decisão foi feita de forma unilateral, com uma arrogância sem tamanho e com a anuência de burocratas que muitas vezes não sabem nem o que é um pé de cacau”, continuou.

“A ministra, com vaidade, apego ao cargo e mal assessorada, disse, de forma equivocada, que a CEPLAC era para cuidar de cacau e estava desvirtuada, cuidando atualmente até de peixes”, acrescentou o deputado.

Após a fala de Kátia Abreu, Eduardo Salles, que foi secretário estadual de Agricultura e presidente do CONSEAGRI (Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Agricultura), rebateu a ministra. “Quem está municiando a senhora de informações está equivocado. A CEPLAC é uma instituição de desenvolvimento regional e a diversificação de culturas é um dos papéis mais importantes dela. A piscicultura, como a apicultura, o leite, a borracha, a mandiocultura, o dendê e a fruticultura foram e são fundamentais à sustentabilidade de todas as regiões produtoras de cacau”, argumentou o parlamentar baiano, citando que o órgão é responsável por transformar a região na maior produtora de graviola do mundo.

“A agroindustrialização também tem um papel importantíssimo no desenvolvimento regional. Se não fosse essa busca da diversificação, com a entrada da Vassoura de Bruxa, o caos social na região seria mais devastador ainda”, alertou.

Durante a audiência, a senadora Lídice da Mata, Eduardo Salles, os deputados federais Bebeto Galvão, Davidson Magalhães, Daniel Almeida e Roberto Brito receberam de Kátia Abreu a garantia que qualquer modificação na estrutura da CEPLAC seria debatida com a bancada baiana. “Infelizmente não foi isso que ocorreu. Ela traiu a confiança dos baianos”, reclamou o deputado estadual.

“Durante toda a audiência ela deixou claro que não gostou dos nossos questionamentos e sequer de nos receber. A ministra questionou sempre a eficiência e os objetivos da CEPLAC. Agora ela cometeu um desmantelo na instituição que tinha um trabalho histórico e de importância fundamental. Excluiu as atividades de assistência técnica e extensão rural, suprimiu o segmento da agricultura familiar e limitou a atuação à cacauicultura”, esbravejou o parlamentar na entrevista.

Em 2015, na Assembleia Legislativa da Bahia, Eduardo Salles conseguiu a assinatura de todos os 63 deputados que compõem a Casa para tentar convencer o governo federal a realizar concurso público na CEPLAC. “Já são 30 anos sem processo de seleção de novos servidores. Dos cinco mil que o órgão tinha, hoje restam pouco mais de 1.800. E praticamente 70% está próximo da aposentadoria”, lembrou.

O deputado estadual concluiu convocando toda a bancada baiana a lutar contra a decisão do Ministério da Agricultura. “Não podemos nos calar frente a um absurdo desse. É inaceitável. Acho que agora a pauta de votações dos representantes políticos dos seis estados tem que estar atrelada à revogação do decreto. Essa ministra não entende de políticas públicas para conduzir a agropecuária nacional”, encerrou Eduardo Salles.

19 de março de 2016, 15:10

Eduardo Salles participa de comemorações do padroeiro de Ibirataia

Os moradores de Ibirataia finalizaram neste sábado (19) a novena em homenagem ao padroeiro da cidade, São José. O deputado Eduardo Salles esteve presente e acompanhou os eventos oficiais que fizeram parte do calendário da festa.

Na sexta-feira (18) à noite, a Paróquia São José realizou missa dedicada aos representantes políticos. Além de Eduardo Salles, estavam presentes o prefeito Marco Aurélio, a vice-prefeita Ana Cléia, o deputado federal Mário Júnior, o presidente da Câmara, Caio Pina, e demais vereadores.

Em seguida, a festa aconteceu na praça da igreja, com direito a barracas de quitutes e um show de calouros com moradores de Ibirataia. No final, o deputado foi convidado, juntamente com as demais autoridades, para entregar o troféu aos melhores calouros da noite.

Já neste sábado (19), dia do padroeiro, também santo dos agricultores, a cidade encerrou as comemorações com missa solene realizada na Paróquia São José, comandada pelo bispo Don Mauro, da Diocese de Ilhéus.

Finalizando os compromissos em Ibirataia, o deputado acompanhou a entrega de dois carros à Secretaria Municipal de Saúde. Os veículos são fruto da emenda parlamentar do deputado federal Mário Júnior. Com isso, os moradores da zona rural serão beneficiados e transportados com mais rapidez e segurança em chamadas de urgência.

CONECTADOS

Além das comemorações pelo dia de São José, os moradores do distrito de Algodão, em Ibirataia, também têm outro motivo para festejar. Neste sábado completa um ano que o deputado esteve na região para verificar a conclusão do serviço de montagem de antena em um terreno da Prefeitura de Ibirataia. Pleito feito ao parlamentar que ele conseguiu efetivar. “Foi uma luta muito grande e eu só tenho que parabenizar os moradores por essa vitória”, disse Eduardo.

Nesse mesmo dia, o prefeito Marco Aurélio, o vereador Peruca e outras lideranças políticas do distrito de Algodão aproveitaram e mostraram ao deputado Eduardo Salles as péssimas condições do centro comercial de Algodão, solicitando ao parlamentar ajuda para reformar.

Seis meses depois, o prefeito assinou na CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional) o convênio que permitiu o início das obras, ainda em execução. “Em breve o mercado será reinaugurado”, comemora Salles

ITAGIBÁ

Aproveitando a estadia na região do Território do Médio Rio de Contas, Eduardo Salles participou de café da manhã em Itagibá, na casa de Léo Quadros, pré-candidado a prefeito e pai do atual vice-prefeito, Hélio Quadros, também presente.

O deputado comemorou o avanço da última reunião com representantes da mineradora Mirabela, que efetivou a prorrogação do aviso prévio dos 470 funcionários. “As negociações estão avançando para um acordo definitivo, que garantirá a manutenção das atividades da empresa”, explicou.

“Nós últimos meses, eu me preocupei com essa questão do fechamento da Mirabela como se fosse um funcionário da empresa. A minha maior preocupação era os trabalhadores que iriam ficar desempregados”, disse.

Outra questão levantada por Eduardo Salles foi as condições da rodovia que vai de Ipiaú à Itagibá. “Pude observar que a estrada ainda tem um trecho em condições muito ruins, apesar de ter sido consertado um bom trecho. Vou batalhar para finalizar os cerca de sete quilômetros que restam ser recuperados”, concluiu Salles.