Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "defesa agropecuária; adab"

19 de junho de 2017, 17:54

Ofício será encaminhado ao governador Rui Costa para fortalecer ações de defesa agropecuária na Bahia

DSCN0593

A Importância da Defesa Agropecuária na Bahia foi tema da audiência pública realizada nesta segunda-feira (19), no plenário da Assembleia Legislativa, e discutiu a necessidade de ações que fortaleçam a ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia). O órgão é responsável pela inspeção e controle dos produtos oriundos da agropecuária e, nos últimos anos, vem enfrentando dificuldades relacionadas a redução no quadro de funcionários, recursos financeiros, entre outras questões estruturantes.

O deputado estadual Eduardo Salles, proponente da audiência, que foi aprovada, por unanimidade pela Comissão de Agricultura da ALBA, propôs que seja elaborado um ofício, com contribuições da AFA (Associação dos Fiscais Estaduais Agropecuários da Bahia) e ASSERF (Associação dos Especialistas e Fiscais do Grupo Ocupacional Fiscalização e Regulação do Estado da Bahia), ressaltando a importância da defesa agropecuária para o estado e, posteriormente, será encaminhado ao governador Rui Costa.

“Tenho certeza que o governador tem feito muitos esforços para manter o nosso estado crescendo. E, neste momento, vamos pedir a sua sensibilidade para esta questão, pois a prevenção é uma demanda urgente. Não podemos nos omitir e correr o risco de ser surpreendido com entrada de pragas na Bahia”, explica Salles.
Entre os pontos discutidos na audiência, foi citado a necessidade de mudança na indicação de profissionais para os cargos de chefia na ADAB. A principal sugestão é que as escolhas passem a ser realizadas por meio de uma lista tríplice, indicada pelos funcionários do órgão.

O secretário estadual de Agricultura, Vitor Bonfim, defendeu que haja parceria entre a Agência e os gestores municipais e pontuou que a indicação por lista tríplice é uma possibilidade que pode ser avaliada. “É preciso uma relação mais próxima entre ADAB, a UPB, prefeitos e vereadores. Isso pode ser realizado por meio de um convênio de cooperação técnica, pois, ainda encontramos resistência a presença do órgão. A ADAB é a favor da defesa e do produto da agricultura familiar baiana”, destacou o secretário.

DADOS DA ADAB

Nos últimos anos, a ADAB vem passando por significativa redução do seu quadro de pessoal. Em 2007, o órgão contava com 1.952 servidores efetivos. Atualmente, este número está em 944, o que representa uma redução de 75,2%. Quanto aos servidores contratados via REDA, em 2007, o número de funcionário chegava a 592 e hoje, 147, uma redução de 52,7%.

Embora o cenário de dificuldades seja uma realidade, o diretor-geral da ADAB, Marco Vargas, afirmou que todos os esforços estão sendo feitos e que já tem agenda marcada, com o governador, para discutir a necessidade de realização de concurso para órgão. “Estamos aperfeiçoando o trabalho e conseguimos avançar na medida do possível. Agora, vamos renovar 10% da nossa frota de veículos. Entretanto, gostaria de deixar registrado, um pedido aos secretários e deputados, para que tentem dar mais agilidade e desburocratizar as demandas da ADAB”, revelou Vargas.

Na ocasião, estiveram presentes o secretário de Agricultura, Vitor Bonfim, o secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos e ex-diretor da ADAB, Cássio Peixoto, os deputados estaduais Gika Lopes, Fátimas Nunes, Luis Augusto, Rosemberg Pinto e Zé Neto. Também participaram o diretor da ADAB, Marco Vargas; o diretor-técnico do órgão, Paulo Emílio; o dirertor-presidente da AFA, José Neder Alves; a diretora-presidente da ASSERF, Andréa Kraychete; o superintendente do Ministério da Agricultura na Bahia, Osanah Setúval; o ex-diretor de Defesa Vegetal da ADAB, Armando Sá; o presidente da Associação dos Produtores de Café, João Lopes Araújo; o presidente da Associação Comercial da Bahia, Luis Fernando Queiroz; os ex-diretores da ADAB, Altair e Luciano Figueiredo.