Cotações
Ver todas

Notícias

Mostrando notícias publicadas com o assunto "Casa Nova"

11 de julho de 2016, 14:07

Curaçá ganha nova viatura e Eduardo Salles solicita outra exclusiva para o distrito de Riacho Seco

13599856_867216393410506_6150595888241590078_n

Em cerimônia nesta segunda-feira (11), em Juazeiro, o deputado estadual Eduardo Salles acompanhou o governador Rui Costa, o secretário estadual de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, no ato de entrega de uma viatura da PM para Curaçá.

“Eu e o prefeito Carlinhos Brandão, que não pôde comparecer hoje em função da legislação eleitoral, solicitamos, em audiência com o secretário Maurício Barbosa, a renovação da frota de Curaçá”, lembrou Eduardo Salles.

“A segurança pública hoje é uma das maiores preocupações da população. Eu, como representante político de Curaçá, vou procurar sempre levar equipamentos e ações que permitam à população mais tranquilidade”, garantiu o deputado estadual.

Eduardo Salles aproveitou a cerimônia para solicitar ao coronel Anselmo Brandão uma viatura exclusiva para o distrito de Riacho Seco. “O local tem característica de município. Há dinheiro correndo na economia, em função do trabalho dos agricultores irrigados, faz divisa com Pernambuco, as estradas não são asfaltadas e está muito distante da sede de Curaçá”, justificou.

“Essa é uma demanda da população de Riacho Seco e uma solicitação que o prefeito, vereadores e pré-candidatos a vereadores da região me pediram para fazer ao coronel Anselmo Brandão”, explicou o parlamentar.

“O comandante-geral nasceu em Juazeiro e sabe bem as demandas desta região. Ele me garantiu que em breve o distrito de Riacho Seco vai ganhar uma viatura para atuar exclusivamente no local”, comemorou Eduardo Salles.

INVESTIMENTO

Eduardo Salles participou também da inauguração da nova sede da 76ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), que será inserida no projeto de construção do DISEP (Distrito Integrado de Segurança Pública), equipamento que reúne em um só lugar as polícias Civil e Militar, além da entrega de 17 viaturas para oito municípios, entre eles Juazeiro, Curaçá, Sento Sé, Sobradinho, Casa Nova, Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes.

21 de junho de 2016, 11:33

Eduardo Salles apresenta denúncia ao MPE cobrando melhoras das operadoras de telefonia em 30 municípios

 

DSCN2555

Com a intenção de melhorar a qualidade dos serviços de telefonia móvel na Bahia, o deputado estadual Eduardo Salles apresentou nesta terça-feira (21) denúncia ao MPE (Ministério Público Estadual) contra as operadoras Vivo, Tim, OI e Claro em 30 municípios do Estado. O parlamentar alega que as empresas falham na prestação de serviços essenciais e o atendimento aos assinantes é deficiente.

O deputado denunciou as operadoras por má prestação de serviços em Baixa Grande, Planaltino, Curaçá, Paratinga, Lagedo do Tabocal, Mucugê, Barra do Choça, Bom Jesus da Lapa, Xique-Xique, Tapiramutá, Ipiaú, Ilhéus, Ibirataia, Ponto Novo, Rio Real, Bonito, Luís Eduardo Magalhães, Piritiba, Caatiba, Itanhém, Juazeiro, Morro do Chapéu, Casa Nova, Itaguaçu da Bahia, Nazaré, Riachão do Jacuípe, Amargosa, Santana, Itaetê e Maraú.

“As operadoras têm descumprido obrigações legais e causam danos materiais e morais a milhares de consumidores”, reclamou Eduardo Salles. “Aqui na Bahia, principalmente no interior, é comum enfrentar problemas, como sinal inconstante, ligações que não são completadas e mau funcionamento da internet 3G”, acrescentou o deputado.

A denúncia protocolada pelo parlamentar requer punição às quatro empresas por não prestarem o serviço contratado e oferecerem atendimento de má qualidade. Eduardo Salles solicita ainda a instalação de antenas nos municípios e seus distritos.

“As operadoras são concessionárias de serviço público, portanto, têm obrigação de oferecer serviço de qualidade”, alertou Eduardo Salles.

DESCUMPRIMENTO DE CRONOGRAMA

Em 2015, Eduardo Salles ofereceu representação no MPE contra a Claro. A justificativa é que a operadora descumpriu o cronograma de cobertura de telefonia celular e fixa e dados na área rural na Bahia, conforme determina o edital vencido pela empresa em dezembro de 2012 e o TAC (Termo de Ajuste de Conduta) assinado em 2014 após a CPI da Telefonia realizada na Assembleia Legislativa da Bahia.

“Eu quero que a Claro cumpra o que determina a licitação que ela venceu. Estou cobrando apenas o cumprimento do que foi assinado pela empresa. O edital tem que ser honrado. A população baiana não pode ficar no prejuízo”, cobrou Eduardo Salles.

26 de setembro de 2015, 15:14

Eduardo Salles acompanha o Rui Costa na entrega de 500 casas no munícipio de Casa Nova

Casa Nova

Na manhã de sábado (26), o deputado estadual Eduardo Salles participou da entrega de 500 casas novas do programa Minha Casa Minha Vida, ao lado o governador Rui Costa, no distrito de Santana do Sobrado, município de Casa Nova.

“Momento de emoção pura quando entreguei as chaves para a família, muito pobre, de Dona Maria, as lágrimas caíram naturalmente. O valor da construção por casa chega a 50 mil reais e Dona Maria vai pagar 30 reais por mês em dez anos, dando um total de 3,6 mil nos dez anos. Segundo ela, nunca na vida teria condições, já que a renda familiar é de um salário mínimo e meio para 7 pessoas”, contou Salles.

Durante o vôo com o governador, o deputado conversou sobre a região, agradeceu o apoio dado por ele na questão da seca do lago de Sobradinho. O lago que está atualmente com 9% da sua capacidade de armazenamento, próximo de acabar a água para captação de consumo humano e de irrigação, causando danos muito grandes a agropecuária e aos empregos da região. Além disso, Eduardo Salles também aproveitou e cobrou apoio para que a barragem de Três Marias em Minas Gerais, que está a montante (antes) de Sobradinho, efetive a liberação da vazão de 500 metros cúbicos por segundo ao invés dos 400 atuais, o que pode minimizar os efeitos na barragem de Sobradinho e garantir a manutenção dos 1,2 milhões de empregos da agricultura irrigada na região.

Também foi solicitada a liberação da quantidade de tubos necessária para que vários dos povoados de Casa Nova não fiquem sem condições de bombear água para suas populações. As comunidades ameaçadas são muitas, entre elas as de Pau a Pique, Bem Bom, Barra da Cruz e Santana.