Cotações
Ver todas

01 de março de 2016

Projeto permite a estudantes virarem por alguns dias deputados na Assembleia Legislativa

foto comissao educacao

Nesta terça-feira (1º) ocorreu a primeira sessão de 2016 da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público da Assembleia Legislativa da Bahia, presidida pelo deputado Eduardo Salles.

O parlamentar abriu os trabalhos informando sobre o programa Parlamento Jovem, que vai selecionar alunos do ensino médio da rede pública de ensino. Os estudantes vão elaborar projetos de lei e os melhores serão selecionados para atuarem como deputados durante uma semana na Assembleia Legislativa.

Os alunos escolhidos participarão das comissões e todos os ritos. “Os melhores projetos podem ser aproveitados por nós deputados para serem votados”, explica o presidente do colegiado.

“Eu já fui a Brasília conhecer o programa, que acontece há anos no Congresso Nacional”, explicou Eduardo Salles. O programa Parlamento Jovem será implantado na ALBA com o apoio da Escola do Legislativo, dirigida por Juliana Araújo.

Na sequência da sessão desta terça-feira, os deputados presentes aprovaram a audiência pública proposta pelo deputado Herzem Gusmão para debater a implantação por parte da UESB (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia) dos cursos de Odontologia, em Vitória da Conquista, e de Medicina Veterinária, em Itapetinga.

“Apoio totalmente o esforço para implantar o curso de Medicina Veterinária em Itapetinga. Sei que em função da crise econômica há dificuldades orçamentárias, mas acho que devemos iniciar o debate”, explicou o deputado.

Também foi aprovada a audiência pública para instalar uma unidade da UNEB (Universidade Estadual da Bahia) no Subúrbio Ferroviária. A proposta é do deputado Bira Corôa. Ambos eventos acontecerão no dia 5 de abril.

Comentários