Cotações
Ver todas

19 de fevereiro de 2016

Presidente autoriza equipar galpão para triplicar produção de Aedes aegypti transgênico em Juazeiro

Eduardo, Rui e Dilma em Juazeiro

Em 2009, numa conversa durante o voo de Salvador até Petrolina, entre o ex-secretário estadual de Agricultura, Roberto Muniz, o então chefe de gabinete e hoje deputado estadual, Eduardo Salles, e o presidente da Moscamed, Aldo Malavasi, surgiu a ideia de produção do Aedes aegypti transgênico como forma de controle natural do mosquito em Juazeiro. A intenção era aplicar a mesma lógica de combate à mosca-da-fruta.

“Estimulamos o governo e participamos de uma primeira reunião dos técnicos da Moscamed nas secretarias estaduais de Saúde e de Ciência e Tecnologia, em 2011″, revela Eduardo Salles.

As secretarias assinaram um convênio com a Moscamed e desta forma começou a produção de mosquitos Aedes aegypti transgênicos na biofábrica em Juazeiro.

O processo consiste na utilização de mosquitos machos de uma linhagem de transgênica para combater o mosquito transmissor do vírus da Dengue, Zica e  Chikungunya. Cientistas ingleses introduziram um gene (unidades de características hereditárias) no mosquito Aedes aegypti, responsável pela produção de uma proteína. Em altas doses, essa proteína impossibilita o desenvolvimento da prole desses mosquitos, ou seja, eles não serão capazes de chegar à fase adulta, e, por isso, não conseguirão transmitir a doença.

Nesta sexta-feira (19), Eduardo Salles acompanhou a presidente Dilma Rousseff, o governador Rui Costa, o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Agenor da Silva, o prefeito Isac Carvalho, o deputado estadual Zó, e o deputado federal e presidente da Comissão de Saúde da Câmara, Antônio Brito, que foram conhecer a biofábrica.

A presidente autorizou o Ministério da Saúde equipar um galpão da Moscamed onde funcionaria a produção de mudas de palma. “Em função do risco de milhares de vidas humanas, sem dúvida essa decisão do governador de cessão provisória do galpão vai nos poupar cerca de um ano para a ampliação da produção de mosquitos e, consequentemente, pouparemos vidas”, comemorou Salles.

Com os equipamentos no galpão, a produção de mosquito transgênico vai aumentar de quatro milhões para 12 milhões semanalmente.

“Esses Aedes aegypti transgênicos serão soltos inicialmente nos bairros com maior infestação em 14 municípios baianos”, explicou o técnico da Moscamed, Jair Fernandes.

Ainda em juazeiro, Eduardo Salles, presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia, participou da entrega da 14ª creche construída pelo prefeito Isaac Carvalho. “Serão beneficiadas 120 crianças”, celebra o parlamentar.

A inauguração mereceu parabéns do governador. “Aqui em Juazeiro, das 15 creches que a Prefeitura conseguiu com o governo federal, 14 já estão construídas e sendo utilizadas pelas crianças”, disse Rui Costa.

O prefeito de Curaçá, Carlinhos Brandão, os vereadores de Juazeiro, Anderson da Iluminação e Dalmir Pedra, também secretário municipal de Saúde, o vereador de Sobradinho, Jaques Cantoril, e outras lideranças políticas, participaram dos eventos.

Comentários