Cotações
Ver todas

29 de maio de 2017

Universidade para Todos abre inscrições com 16.400 vagas na Bahia

Universidade para todos

Dezesseis mil e quatrocentas vagas são ofertadas pelo curso Universidade Para Todos, na Bahia. O edital foi lançado no último sábado (27) pela Secretaria de Educação. As aulas, preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), serão realizadas em Salvador e mais 228 localidades baianas, em 27 Territórios de Identidade. A ação é desenvolvida em parceria com as universidades estaduais UNEB, UEFS, UESB e UESC. As inscrições acontecerão no período de 1º a 8 de junho, exclusivamente, no Portal da Educação.

Para a Secretaria de Educação, esta iniciativa oportuniza os estudantes à preparação para o ingresso no Ensino Superior. Podem concorrer estudantes das redes públicas, estadual ou municipal, matriculados em 2017, nas seguintes situações: 3º ano do Ensino Médio Regular ou nas modalidades correspondes, do 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio ou suas modalidades correspondentes. Todos estes estudantes precisam ter concluído o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes), e a 1ª e 2ª séries do Ensino Médio Regular ou modalidades correspondentes nas redes estadual ou municipal.

A matrícula será realizada entre os dias 3 a 7 de julho, no local e turno que o aluno escolheu para estudar. Para se matricular, é preciso apresentar cópia e original do CPF, RG, comprovante de residência, além do Histórico Escolar do Ensino Médio e do Ensino Fundamental II. As aulas começam no dia 3 de julho e vão até dezembro de 2017. A seleção será realizada por meio das médias de das disciplinas de Português e de Matemática, que são lançadas pelo candidato no ato da inscrição e conferidas no ato da matrícula.

O “Universidade Para Todos” oferece aulas regulares, de segunda a sexta-feira, de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o Enem, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

O deputado estadual Eduardo Salles parabeniza e destaca a importância do acesso ao ensino superior pelos estudantes. “Parabenizo o governador Rui Costa e o secretário de Educação do Estado, Walter Pinheiro, por permitirem aos estudantes da rede pública o acesso ao Ensino Superior. Como membro da Comissão de Educação da ALBA (Assembleia Legislativa da Bahia), continuarei trabalhando em favor de mais acesso aos estudantes da rede pública às universidades.

Comentários