Cotações
Ver todas

30 de setembro de 2015

Programa Fitossanitário de Controle da Lagarta Parda é lançado na Bahia

Eucalipto

No próximo dia 2 de outubro, a Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), através de sua Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), a Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF) e entidades parceiras realizam o seminário de lançamento do Programa Fitossanitário de Controle da Lagarta Parda no Estado da Bahia.

O seminário, voltado para produtores rurais (pecuaristas, apicultores, silvicultores, cafeicultores, entre outros agricultores) acontece a partir das 14h no Salão de Leilões (Tartesal) do Parque de Exposições Timóteo Brito, na Rua Engenheiro Alberto Almeida, São José, em Teixeira de Freitas (BA).

Especialistas estarão reunidos para dialogar com os produtores e, conjuntamente, definir um plano de manejo para o efetivo controle da lagarta parda com a participação das prefeituras, das empresas, dos produtores rurais, das entidades ambientais que são membros da Comissão Técnica Regional, estabelecida e liderada pela ADAB.

“As lagartas estão entre as principais pragas que atingem os plantios de eucalipto. São 110 espécies nativas do Brasil. Picos populacionais da praga geralmente estão associadas aos eventos que deflagrem algum tipo de desequilíbrio ambiental. Em nosso cenário, possivelmente, os aspectos climáticos contribuíram. Essa praga é um problema de interesse nacional, das empresas e do Estado, devido à importância econômica da atividade tanto para a região, como também pela sua participação na pauta de exportação da Bahia”, explica o diretor geral da ADAB, Oziel Oliveira.

Estarão presentes: o presidente da ABAF, Sérgio Borenstain que vai falar sobre o setor florestal na Bahia e no Brasil; seguido do presidente executivo da Aspex, Gleyson Rezende, que vai falar da atuação da Associação dos Produtores de Eucalipto do Extremo Sul da Bahia; do professor do Departamento de Ciências Ambientais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Pedro José Ferreira Filho, que vai apresentar sugestões para o controle biológico da lagarta parda na Bahia; e do diretor da ADAB, Armando Sá, que vai abordar as ações conjuntas da ADAB e parceiros.

As vagas são limitadas (200) e as inscrições devem ser feitas previamente na ADAB, através do telefone (73) 3291-7510 ou Aspex (73) 3281-7639.

Fonte: ASCOM Seagri

Comentários