Cotações
Ver todas

10 de agosto de 2016

Produtores de algodão recebem Certificação de Regularidade Fitossanitária

1470253281algodao

Só na safra atual 2015/2016, a ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia) concedeu a emissão de 116 certificados de regularidade dos 125 produtores que implantaram a cultura do algodão no estado. A certificação é garantida aos cotonicultores que cumprem integralmente as demandas estratégicas de Defesa Fitossanitária, visando o enfrentamento as pragas e a manutenção e sustentabilidade do agronegócio.

Segundo o órgão, o certificado é necessário para que o produtor garanta a redução em até 50% do ICMS (Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Serviços).

“O incentivo Fiscal tem levado os produtores a aumentarem os esforços para o cumprimento das diretrizes do PROALBA, ou seja, a ampla aplicação das ações de fitossanidade, através do aprimoramento de táticas de controle de pragas e de uso correto de agrotóxico”, informou o coordenador do Programa Fitossanitário do Algodão da ADAB, Urbano Cardoso.

Para ser regularizado, o produtor precisa atender aos requisitos exigidos pela ADAB, como por exemplo, a fiscalização da data limite de plantio, condução da cultura quanto ao controle de pragas, o cumprimento da data limite para arranquio das soqueiras, eliminação de plantas voluntárias (tigueras) e rotação de culturas, bem como o uso correto de agrotóxicos e devolução das embalagens vazias.

 

Comentários