Cotações
Ver todas

09 de novembro de 2015

Município baiano de São Desidério lidera ranking de produção agrícola no país

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o município de São Desidério, no Extremo-Oeste da Bahia, recuperou, em 2014, o primeiro lugar no ranking dos municípios brasileiros com maior valor da produção agrícola. De acordo com o levantamento, a cidade baiana alcançou a marca de 525,4 mil hectares de área plantada no último ano, o que refletiu no valor das colheitas, aumentado para R$ 2,3 bilhões, 33% a mais que a quantia registrada em 2013.

O algodão, uma das mais importantes culturas de fibras do mundo, foi decisivo para São Desidério superar a cidade de Sorriso, no Mato Grosso. O município mato-grossense liderou a pesquisa em 2013 e chegou a receber do Ministério da Agricultura o título da capital brasileira do agronegócio, em 2012. No ano passado, Sorriso teve o valor das produções agrícolas somado em R$ 2,198 bilhões e área plantada espalhada em 1,1 milhão de hectares.

A soja foi apontada como o principal produto de 41 dos 50 municípios com maiores valores de produção agrícola. Por conta do cultivo da soja, a cidade baiana de Formosa do Rio Preto ficou em quarto lugar no ranking, com R$ 1,4 bilhão em valor das produções, 17,4% a mais do que em 2013.

“São Desidério tem uma grande área territorial em uma localização importante do nosso estado. As condições climáticas de altitude e de solo são muito favoráveis para o cultivo de algodão. Para se ter uma ideia, a Bahia é o segundo maior produtor de algodão do país e, só em São Desidério, produzimos mais do que toda a produção do terceiro estado, que é Goiás”, afirma o superintendente da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação e Aquicultura (Seagri), Guilherme Bonfim.

Bonfim ainda destaca que, com alta do dólar, o algodão ficou mais valorizado no país. “Favoreceu bastante o mercado interno e aqueceu o valor. Há pouco mais de oito meses, a arroba de algodão estava custando aproximadamente R$ 45, agora estamos vendo a R$ 75”, explica.

Ao todo, 64 culturas foram consideradas na pesquisa e revelaram um total de R$ 252,2 bilhões no valor da produção agrícola do país no ano passado. O número corresponde a um aumento de 8,1% em relação a 2013.

Fonte: SECOM / BA

Comentários