Cotações
Ver todas

26 de outubro de 2015

Aloízio Mercadante vem a Salvador discutir políticas para o Nordeste com secretários estaduais

mercadante

As ações específicas do Ministério da Educação para a região Nordeste serão discutidas na primeira reunião entre secretários da Educação dos Estados do Nordeste em Salvador, na terça-feira (27), das 9h às 17h. O encontro será na sede da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, no Centro Administrativo (CAB), com a presença do Ministro da Educação, Aloízio Mercadante. A reunião foi proposta pelo secretário do Estado da Bahia, Osvaldo Barreto, que é vice-presidente da Região Nordeste do Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) e contará, ainda, com a presença do Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Manuel Palácios.

O secretário Osvaldo Barreto diz que é fundamental considerar as especificidades regionais, como por exemplo, diversidade cultural, densidade demográfica e as necessidades singulares de cada Estado, para avançar na educação pública. “Para avançar mais rápido na superação de baixos indicadores educacionais, precisamos que o Ministério da Educação considere, em suas políticas de corte nacional, as especificidades regionais do Nordeste brasileiro”, afirma o secretário da Educação da Bahia, Osvaldo Barreto, ressaltando que “entendemos que os diferentes têm que ser tratados de forma diferenciada até por uma questão de equidade”.

Na pauta da reunião, serão discutidas as especificidades, para o Nordeste, dos programas educacionais federais, como: o Plano Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), o Mais Educação e o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). Na Bahia, a alfabetização das crianças até os oito anos é uma das metas estratégicas do Programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação, do Governo da Bahia. A ação reforça o regime de colaboração com os municípios para a alfabetização das crianças até o 3º ano do ensino fundamental. O Educar para Transformar visa, também, assegurar todas as crianças e todos os jovens na escola, com desempenho adequado à sua série e com sucesso na trajetória escolar.

Fonte: ASCOM Secretaria de Educação

Comentários