Cotações
Ver todas

Notícias

05 de julho de 2016, 17:26

Banco do Brasil destinará R$ 101 bilhões para a safra 2016/2017

1467724955559

O Banco do Brasil anunciou nesta terça-feira (5) que vai disponibilizar R$ 101 bilhões em crédito à agropecuária na safra 2016/2017. Do total, R$ 91 bilhões serão destinados a produtores rurais e cooperativas, um aumento de 10% em relação ao valor desembolsado na safra anterior. Outros R$ 10 bilhões serão direcionados a empresas da cadeia do agronegócio.

O crédito disponibilizado pelo Banco do Brasil é parte do Plano Agricultura e Pecuário 2016/2017 do governo federal, que destinará R$ 185 bilhões de crédito aos produtores rurais brasileiros investirem em custeio e comercialização. De acordo com o Ministério da Agricultura, o plano vigora de 1º de julho de 2016 a 30 de junho de 2017.

Segundo o presidente do Banco do Brasil, Paulo Cafarelli, do total de recursos para produtores e cooperativas, R$ 71,1 bilhões referem-se a operações de custeio e comercialização e R$ 19,9 bilhões para créditos de investimento agropecuário. Ainda segundo Cafarelli, o banco é responsável por 61% do crédito agropecuário no país.

“Somos um país que tem vocação para agricultura. Podemos atestar isso de forma inequívoca observando a contribuição [do setor] para a economia brasileira em momento especialmente difícil”, afirmou Caffarelli.

04 de julho de 2016, 10:42

Curso da ADAB de Certificação Sanitária de Origem em Cruz das Almas segue com inscrições abertas

embrapa

A ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia) informou que as inscrições para a 30ª edição do Curso de Certificação Fitossanitária de Origem permanecerão abertas até dia 5 de agosto. O evento, marcado para ocorrer de 15 a 19 de agosto, no auditório da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), em Cruz das Almas, oferece 80 vagas exclusivamente a engenheiros agrônomos.

Os interessados devem baixar no site da ADAB o formulário de inscrição e enviar para o email adab.corfi@gmail.com, juntamente à cópia da carteira do CREA e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 247.

Para conseguir o registro e ficar apto a emitir os certificados, o profissional passa por uma prova e precisa atingir nota mínima de 7,5 no curso que contempla as pragas quarentenárias e de importância econômica nas culturas regulamentadas, com o objetivo de atender normas técnicas de certificação fitossanitárias ditadas pelo Ministério da Agricultura.

 

04 de julho de 2016, 07:21

Inscrições no Garantia Safra 2016/2017 estão abertas

Começou na última sexta-feira (1º) e segue até dia 20 de setembro o período de inscrição para o Garantia Safra 2016/2017, safra verão. Os agricultores familiares interessados em validar sua inscrição no programa devem procurar uma das unidades do SETAF (Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar), as secretarias municipais de agricultura ou sindicato de trabalhadores rurais.

Exceto os agricultores que estiverem com sua DAP (Declaração de Aptidão ao PRONAF) vencida, todos aqueles que aderiram ao Garantia Safra 2015/2016 estão automaticamente inscritos nesta safra.

Os agricultores com a DAP vencida devem procurar o SETAF, ou técnicos da BAHIATER (Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural) ou sindicatos rurais.

Os beneficiários do programa são os agricultores familiares que plantam até cinco hectares das culturas de feijão, arroz, milho, mandioca, que possuem a DAP, e renda de até 1,5 salário mínimo mensal. O valor total do seguro é de R$ 850, dividido em cinco parcelas de R$ 170.

Os recursos desse programa, que são destinados a ajudar na segurança alimentar das famílias, caso tenham perdas na produção, impulsionam também a economia local, movimentando o comércio dos municípios.

01 de julho de 2016, 10:43

Cidades baianas que sofrem com seca têm condição reconhecida pela União

torneirinha_1

Oito municípios baianos tiveram os decretos de condição de emergência reconhecidos pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. A portaria foi publicada nesta quinta-feira (30). São eles: Andorinha; no Piemonte Norte do Itapicuru, Coronel João Sá; no agreste; Ipupiara e São Gabriel, na região de Irecê; Itabuna e Santa Luzia, no litoral sul; Jacaraci, no sudoeste; e Tapiramutá, no Piemonte do Paraguaçu.

Os municípios já tinham a condição de emergência por seca reconhecidas pelas próprias prefeituras e pelo Estado. Com a homologação dos decretos pela União, os municípios podem solicitar recursos federais para ações de socorro, assistência às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de áreas danificadas.

O reconhecimento federal por estiagem ainda permite acesso a benefícios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura com o Banco do Brasil; aquisição de cestas básicas do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; retomada da atividade econômica dos municípios afetados com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre outros.

Fonte: Bahia Notícias

30 de junho de 2016, 11:10

Secretaria promove debate sobre educação do campo

1467229811horta

A Secretaria da Educação do Estado realiza, nesta quinta-feira (30), das 8h30 às 12h, uma roda de conversa sobre ‘Educação do Campo’. Intitulado ‘II Colóquio Interativo: Além de tudo, pesquisador (a)’, o evento ocorre no auditório da secretaria, no Centro Administrativo (CAB), em Salvador, e é aberto ao público.

O objetivo da atividade é apresentar pesquisas, desenvolvidas em dissertações de mestrado ou teses de doutorado, por colaboradores e servidores da pasta, em debate mediado pela professora-doutora da Universidade Estadual do Estado da Bahia (Uneb), Edite de Faria.

Segundo a assessora pedagógica da Secretaria da Educação, Valuza Saraiva, o evento é uma oportunidade para potencializar metodologias e questões levantadas durante os estudos realizados pelos servidores. “A ideia é apresentar esses trabalhos, associando as pesquisas ao conhecimento pedagógico, além de prestigiarmos o que é produzido por nossos educadores”.

De acordo com ela, a ação também objetiva prestar informação à sociedade, pois as educadoras tiveram os estudos financiados por meio de parceria entre a Secretaria da Educação do Estado e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Na Bahia, a Educação do Campo está presente nos 417 municípios do estado. São 718 escolas, abrangendo 75 mil estudantes, entre eles, agricultores familiares, camponeses, assentados e acampados de reforma agrária. Entre as ações desenvolvidas está a implementação do Programa Nacional da Educação do Campo, por meio da Escola da Terra, em 17 municípios.

27 de junho de 2016, 13:47

Produtos da agricultura familiar abastecem festas juninas na Bahia

agricultura-familiar

Delícias típicas das festas juninas, como bolo de milho, mingau e canjica, são feitos a partir de produtos como amendoim, milho e mandioca, estes oriundos da agricultura familiar.

Este ano, com o aumento da safra de alguns desses produtos, mais famílias estão podendo desfrutar dessas iguarias. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016, a safra de amendoim teve um incremento de mais de 20%, a da laranja, mais de 6,5%, e a da mandioca, um aumento de mais de 13%, comparado com ao mesmo período do ano passado.

Além dos produtos típicos juninos, produzidos nesse período do ano, outros destaques na agricultura familiar são os produtos derivados dos sistemas produtivos da mandioca, mel, leite, pesca e aquicultura artesanal, fruticultura, oleaginosas e caprinovinocultura.

Perfil da agricultura familiar

De acordo com o Censo Agropecuário (2006), a agricultura familiar é responsável por 77% dos alimentos que chegam à mesa das famílias baianas. A atividade responde por 44% de tudo que se produz na agropecuária do estado, com o Valor Bruto da Produção (VBP) anual de R$ 3,74 bilhões, além de ser responsável por 81% da mão de obra das famílias no campo.

Os agricultores familiares são organizados por meio de associações e cooperativas e industrializam e comercializam a produção nos diversos segmentos de mercado, como feiras livres municipais e programas governamentais, a exemplo do PAA e PNAE, além de outros mercados nacionais e internacionais.

21 de junho de 2016, 11:23

Secretaria de Educação divulga resultado de seleção do Universidade Para Todos

Foi divulgado nesta terça-feira (21), pela Secretaria da Educação, o resultado do UPT (Universidade Para Todos). O cursinho oferece 12.825 vagas que prepara os alunos para o (ENEM) Exame Nacional do Ensino Médio. A matrícula pode ser realizada de 5 a 8 de julho, no local e no turno que o candidato escolheu para cursar. O resultado pode ser consultado no site da secretaria.

Para efetivar a matrícula, o candidato deverá apresentar a original e as cópias do RG, CPF, histórico escolar e comprovante de residência. Se menor de idade, a matrícula deverá ser feita pelos pais ou responsáveis. As aulas começam no dia 5 de julho e serão realizadas em Salvador e em mais 177 localidade do estado.

São beneficiados pelo UPT estudantes regularmente matriculados, em 2016, no 3º ano do Ensino Médio regular seriado ou no 4º ano da Educação Profissional integrado ao Ensino Médio da rede pública estadual e/ou municipal do Estado da Bahia. Também puderam se inscrever alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries / atual 6º ao 9º anos) ou modalidades correspondentes e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular em escolas públicas municipais e/ou estaduais.

16 de junho de 2016, 10:11

Setor produtivo e governo discutem abastecimento do milho

milho

Representantes do Ministério da Agricultura (Mapa), da indústria de aves e suínos e de produtores de grãos se reuniram, nesta quarta-feira (15/6), para discutir os problemas no abastecimento de milho, que tem afetado principalmente avicultores e suinocultores, com reflexos no preço da carne. O encontro foi na sede da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em São Paulo.

O secretário de Política Agrícola do Mapa, Neri Geller, destacou o encontro como uma abertura de diálogo com o setor. Sem anunciar medidas concretas, afirmou que o governo estuda saídas para amenizar a situação do abastecimento do grão.

Uma alternativas poderia ser a retidada de PIS/Cofins sobre as importações. Entretanto, de acordo com o secretário, o benefício tributário perderia efeito a longo prazo.“A retirada por mais de quatro meses pode fortalecer muito competidores externos, como o milho argentino, e enfraquecer o Brasil”.

O preço do milho acumula alta de 43,4% desde o começo do ano, segundo o indicador Cepea/Esalq/BM&FBovespa, com base em Campinas (SP). A referência tem se mantido acoma de R$ 52 a saca de 60 quilos. Entre os principais fatores que influenciaram este aumento, está a exportação.

A estimativa atual é de que por volta de 70% do milho safrinha esteja negociado para a exportação. Para evitar a falta do grão, tradings estão recomprando o produto para revender à indústria nacional, mesmo que a preços mais caros.

Apesar dessa situação, uma eventual restrição de vendas para o exterior não é levada em consideração neste momento, de acordo com o representante do Minsitério da Agricultura. Decisão neste sentido poderia comprometer a imagem do Brasil como importante exportador do cereal.

Geller, por outro lado, questionou a estratégia de compra do milho adotada pela indústria. “Por que no ano passado a indústria não fez como as tradings e comprou o milho quando estava a um preço mais barato? Havia abundância de estoques e faltou previsibilidade de que isso podia acabar”, argumentou.

Ainda segundo o aecretário, o governo está otimista em relação à produtividade do milho de inverno nesta safra, apesar de problemas enfrentados em algumas regiões produtoras. Para ele, esse fator, aliado a uma recente queda dos preços, poderia evitar os leilões e um consequente esvaziamento dos estoques públicos. As reservas atuais estão em cerca de 600 mil toneladas e o governo chegou a cogitar a venda de 500 mil.

Também presente na coletiva, o presidente da ABPA, Francisco Turra, reforçou que as conversas indicam uma ampliação do canal de diálogo entre produtores e indústria. “É algo inédito que pode trazer frutos para o futuro”, afirmou.

Fonte: Globo Rural

Página 3 de 1712345...10...Última »