Cotações
Ver todas

19 de novembro de 2015

Em audiência na SERIN, deputado solicita liberação de recursos para Itaetê, Bonito e Ponto Novo

salles na serin

O deputado estadual Eduardo Salles foi à SERIN (Secretaria Estadual de Relações Institucionais) nesta quarta-feira (18) com os prefeitos Adelson Maia, de Ponto Novo, e Edinho, de Bonito, e o ex-prefeito de Iatetê, Bolota, para audiência com o secretário Josias Gomes. Na pauta, solicitações de obras de infraestrutura, esporte, transporte e recursos para a realização de evento.

Em relação às demandas de Bonito, Eduardo e Edinho solicitaram a Josias Gomes a liberação de R$ 450 mil para a realização da VIIª edição do Festival do Café. “Ajudei a criar o evento quando ainda era presidente da Associação dos Produtores de Café da Bahia”, disse o parlamentar. O secretário conversou com o presidente da BAHIATURSA, Diogo Medrado, para colocar o evento na lista de prioridades para a liberação da verba. “Sem a ajuda do governo do estado, em função da crise econômica, é impossível a Prefeitura arcar com os custos”, desabafou Edinho.

Ainda para Bonito, foi reforçado o pedido de pavimentação das vias próximas ao DISEP (Distrito Integrado de Segurança Pública), inaugurado pelo governador em maio. “À época, Rui Costa prometeu a pavimentação. O projeto está na CONDER (Companhia de Desenvolvimento Urbano)”, conta o prefeito.

Para terminar, a dupla pediu ainda a iluminação pública da avenida Santo André ao distrito de Arizona, até a saída da de Cafarnaum, além do povoado de Catuabinha, passando pelo contorno do distrito de Arizona até a rua a rua Manoel Egídio.

Com o prefeito Adelson, foi solicitado a liberação de recursos para a construção da quadra poliesportiva coberta no bairro Oscar Macedo. “Eu e o gestor já fomos à SETRE (Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte) e o projeto está na SUDESB (Superintendência de Desportos da Bahia)”, informou o parlamentar.

Já para Itaetê, o parlamentar e o ex-prefeito reforçaram com Josias Gomes o pedido que já fora feito a Marcus Cavalcanti, secretário estadual de Infraestrutura: a recuperação da BA-245. “Caso não exista recurso para a obra completa, em função da crise econômica, solicitamos a recuperação do trecho de 46 quilômetros até Marcionílio Souza ou os 30 quilômetros que ligam a Mucugê”, sugeriu Bolota.

“Minha função e a de Bolota é cobrar e insistir na realização deste serviço para não deixar Itaetê ilhada e prejudicando o trânsito das pessoas e a economia”, concluiu o deputado.

Comentários