Cotações
Ver todas

08 de novembro de 2016

Eduardo Salles volta a solicitar audiência com ministro para tratar da retomada da venda de milho subsidiado

card-desfocadopsd-copy

A forte estiagem na Bahia nos últimos cinco anos tem trazido problemas à segurança alimentar do rebanho baiano. O assunto é uma preocupação do deputado estadual Eduardo Salles, que nesta terça-feira (8), durante a audiência da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia, voltou a solicitar que o colegiado marque audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e o presidente da CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), Francisco Bezerra, para tratar da retomada do Programa Venda Balcão, que comercializa milho subsidiado a valores mais baixos que o praticado no mercado.

“A seca está derretendo a Bahia e o Nordeste”, alerta Eduardo Salles. “A safra de milho baiana foi muito ruim e o produto está sendo importado. Por esse motivo, o preço da saca está R$ 80 em média”, afirma o parlamentar.

“Precisamos oferecer o milho com um preço viável para salvar a agropecuária baiana. Temos o maior rebanho de caprinos e equídeos do Brasil, o segundo maior de ovinos e o terceiro de gado leiteiro. A suinocultura e a avicultura estão muito prejudicadas também”, esclarece Eduardo Salles.

Quando foi secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles conseguiu com o governo federal instalar no interior da Bahia 27 armazéns para a venda de milho subsidiado ao preço de R$ 18,20 a saca. “Sei que não é possível praticarmos o mesmo preço daquela época, mas temos que oferecer um valor acessível. Caso contrário podemos ter uma perda enorme na agropecuária baiana”, complementa o deputado estadual.

O presidente da Comissão de Agricultura, deputado Roberto Carlos, confirmou que o colegiado vai enviar ofício solicitando a audiência.

Comentários