Cotações
Ver todas

23 de dezembro de 2015

Eduardo Salles solicita reativação de Programa Venda Balcão à CONAB

audiencia conab proveb

O deputado estadual Eduardo Salles participou de audiência com o superintendente regional da CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), Bruno Guimarães, nesta quarta-feira (23). O parlamentar entregou ofício solicitando a reativação do PROVEB (Programa Venda Balcão), que comercializa milho subsidiado para produtores rurais. Esse mesmo ofício será enviado aos ministérios da Agricultura, Desenvolvimento Agrário, por meio da Comissão de Agricultura da ALBA (Assembleia Legislativa da Bahia).

A Bahia sofre com uma forte seca que prejudica, inclusive, as regiões Sul e Extremo Sul da Bahia, que normalmente não são afetadas por esse tipo de problema. Quase 200 municípios em todo o Estado já decretaram situação de emergência. “Milhares de pecuaristas estão passando por dificuldades para manter vivos seus rebanhos. Por isso a reativação do PROVEB é tão importante”, explica Salles.

Entre 2012 e 2014, a CONAB instalou 20 armazéns emergenciais em todo o território baiano. Esses equipamentos comercializavam milho subsidiado para garantir a segurança alimentar dos rebanhos. Na época, cada saco era vendido por R$ 18,20.

Bruno Guimarães concordou com os argumentos do deputado. “Ele vai se juntar a mim na tentativa de sensibilixar tecnicamente o presidente da CONAB, Lineu Olímpio”, conta o parlamentar. Segundo Guimarães, o próximo passo é o trabalho para que a portaria que permitia a venda dos grãos por um preço mais baixo e em armazéns emergenciais seja prorrogada. “Essa portaria venceu em dezembro de 2014 e o preço do saco do milho passou de R$ 23,20 para R$ 39,42″, explica o superintendente. Para Eduardo Salles, R$ 25 seria um preço razoável para a aquisição do saco caso o programa seja retomado.

ARMAZÉM EM LUIS EDUARDO MAGALHÃES
Eduardo Salles aproveitou a audiência para se informar sobre o andamento da construção do armazém da CONAB em Luis Eduardo Magalhães. Segundo Guimarães, é necessário que o Banco do Brasil realize licitação para execução da obra. “Esse equipamento será fundamental para a execução do PROVEB no futuro”, diz o deputado.

Comentários