Cotações
Ver todas

25 de setembro de 2015

Eduardo Salles participa da mesa de abertura do 6º Encontro Baiano dos Laticinistas

Encontro 1

Na tarde de sexta-feira (25), o deputado Eduardo Salles participou da mesa de abertura do 6º Encontro Baiano dos Laticinistas, no Gran Hotel Stella Maris. O evento acontece até o dia 26 de setembro e conta com a participação de 250 inscritos, que vão debater sobre as perspectivas e caminhos do setor.
Durante o discurso, o deputado falou sobre a sinalização do MDS (Ministério do Desenvolvimento Social) nos bastidores, que poderá passar a comprar apenas leite em pó para o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) Leite. Segundo Salles, a Bahia não possui nenhuma indústria de leite em pó em funcionamento. No passado, o estado já possuiu três: a CCLB, em Feira de Santana, a Vale Dourado, em Itapetinga, e a Nestlé, em Itabuna. Contudo, nenhuma delas está em funcionamento no momento. “Não podemos permitir que a Bahia fique de fora do PAA”, disse.

Eduardo sinalizou que o MDS também já deu sinais de pretende adquirir produtos apenas de cooperativas, o que exclui também a participação de laticínios. Com isso, mais uma vez a Bahia pode ficar de fora, já que ainda não temos cooperativas de produtores de leite em quantidade suficiente para fornecer a necessidade do programa no estado. Atualmente, mesmo com o fornecimento dos laticínios só conseguimos produzir 60 % da nossa cota. “O MDS tem que ter uma visão do Nordeste e não se basear nos estados do Sul, que tem uma história e tradição no cooperativismo. Vou a todas as instâncias necessárias para não permitir que isso aconteça”, afirmou.
O PAA Leite é um programa estruturante para a cadeia do leite, auxiliando ao mesmo tempo o pequeno produtor de leite e as entidades filantrópicas das regiões, que tem nesse programa sua sustentabilidade.

Eduardo Salles é presidente da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa da Assembleia Legislativa e acredita que é preciso apoiar os micro, pequenos e médios empresários, pois eles são quem geram grande parte dos empregos no Brasil. “No setor de laticínios, esse grupo corresponde a 90% das indústrias e garanto que terão sempre o meu apoio na Assembleia Legislativa”, garantiu.

A abertura do evento também contou com a presença do presidente do SINDILEITE (Sindicato das Indústrias de Laticínios e Derivados do Leite do Estado da Bahia), Paulo Cintra; o presidente em exercício da FIEB (Federação das Indústrias do Estado da Bahia), Carlos Gantois; o presidente da CNA (Confederação da Agriculturqa e Pecuária do Brasi), João Martins; o diretor presidente da SUDIC (Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial), Jairo Vaz; o diretor superintendente do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Adhvan Furtado; o diretor geral da ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia), Oziel Oliveira; a superintendente de Inclusão e Segurança Alimentar da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Rose Pondé; o coordenador do Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Defesa do Consumidor no Ministério Público Estadual, Roberto Gomes; os colegas deputados Zé Neto e Joseildo Ramos, os amigos Lutz Viana e Robson Liger, o ex-presidente da Adab Paulo Emilio Torres, entre outros.

Comentários