Cotações
Ver todas

20 de outubro de 2016

Eduardo Salles articula audiência para discutir implantação de Geoparque em Morro do Chapéu

dscn5044

A proposta de implantação de um geoparque em Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, foi discutida nesta quarta-feira (19) durante audiência articulada pelo deputado estadual Eduardo Salles com o secretário estadual de Turismo, José Alves, e o geólogo Antônio José Dourado.

O parlamentar defende o projeto apresentado por Antônio Dourado e que prevê a exploração do patrimônio geológico da região de forma estratégica, sustentável e com o envolvimento da população local.

O encontro foi realizado com a intenção de captar recursos da ordem de R$ 250 mil junto à Secretaria Estadual de Turismo para que seja elaborado um estudo com posterior diagnóstico da área e quais as intervenções necessárias para o credenciamento como geoparque.

O estudo é necessário porque existem regras estabelecidas pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura) que devem ser seguidas para conquistar a certificação. No Brasil, existe apenas um geoparque certificado, na Chapada do Araripe, localizado na divisa dos estados de Piauí Ceará e Pernambuco.

A certificação de Morro do Chapéu como geoparque também conta o apoio e empenho do grupo político da região, formado pelo deputado federal José Carlos Araújo, prefeito e vice-prefeita eleitos, Léo Dourado e Juliana Araújo, respectivamente, o ex-prefeito Odilésio Gomes e os vereadores Ricardinho e Bley.

Entre as vantagens de ter uma área com este reconhecimento, está o desenvolvimento do turismo pedagógico e científico. “É necessário aproveitarmos o potencial histórico e cultural desta região e utilizarmos a nosso favor na geração de emprego e renda, assim como a ampliação da atividade turística no estado”, explica Eduardo Salles.

Ao final do encontro, o secretário se comprometeu a buscar uma forma de realizar o aporte necessário para iniciar o mapeamento e estudo da área. “Estou muito satisfeito com tudo o que vi e com certeza podemos explorar essa região. Temos que pensar também em investimento na área de infraestrutura e promover a profissionalização da mão de obra local”, declarou José Alves.

Comentários