Cotações
Ver todas

24 de setembro de 2015

Deputado faz entrega de sementes de Crotalária juncea, leguminosa que combate o mosquito da dengue de forma natural

Eduardo Salles e equipe Paso Ita

Eduardo Salles e equipe Paso Ita

Prefeitos e secretários de Agricultura de 17 municípios baianos receberam, nesta quinta-feira (24), sementes de Crotalária juncea, leguminosa cuja flor atrai a libélula, predadora do mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya. “A ideia é combater o mosquito de forma natural” explica o deputado Eduardo Salles.

A distribuição das sementes é fruto de uma parceria do parlamentar com a empresa Paso Ita Gramíneas e Leguminosas. “Nessa primeira etapa priorizei os municípios onde fui votado”, conta Salles. A cerimônia de entrega aconteceu no auditório da COOPMAC (Cooperativa Mista Agropecuária Conquistense), em Vitória da Conquista.

Foram beneficiados os municípios de Xique-Xique, Barra do Choça, Ilhéus, Rio Real, Tapiramutá, Ibirataia, Maraú, Bonito, Curaçá, Ipiaú, Paratinga, Bom Jesus da Lapa, Ponto Novo, Itaetê, Lajedo do Tabocal, Planaltino e Caatiba. Cada um deles recebeu três sementes por habitante.

COMO FUNCIONA
A coloração amarela da flor da Crotalária juncea atrai a libélula, que, além de se alimentar do mosquito Aedes aegypti, coloca seus ovos na mesma água. “As larvas da libélula também comem as larvas do mosquito. Assim podemos prevenir as doenças transmitidas por ele e diminuir o número de casos”, diz o deputado.

TREINAMENTO
Os representantes dos 17 municípios receberam treinamento sobre o processo de transformação das sementes em mudas e aprenderam sobre os cuidados com a planta e manutenção da espécie nos canteiros, jardins e terrenos onde a Crotalária juncea for plantada.

“Ela floresce depois de 90 dias”, explica o coordenador técnico da Paso Ita, Eduardo Patrício, que instruiu os presentes. “É uma planta que se adapta facilmente a diferentes climas”, completa.

Comentários