Cotações
Ver todas

10 de fevereiro de 2017

Bahia Pesca e prefeitura de Itaetê assinam convênio para instalação de escritório e deputado solicita agilidade na implantação do polo de piscicultura

itaetê bahia pescaO deputado estadual Eduardo Salles e o prefeito de Itaetê, Valdes Brito, estiveram em audiência com o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira, para tratar sobre a instalação de um escritório, que irá auxiliar na assistência técnica da Barragem Bandeira de Melo. O parlamentar ainda solicitou agilidade na implantação do polo de piscicultura, que irá beneficiar Itaetê e Boa Vista do Tupim, com a geração de emprego e renda.

Um Convênio de Cooperação foi assinado entre a prefeitura de Itaetê e a Bahia Pesca para instalação do escritório no município.

Dernival Oliveira antecipou que o escritório já está instalado e em breve dará início às atividades. “Teremos uma empresa trabalhando na assistência técnica aos piscicultores, com toda a estrutura de pessoal técnico e apoio material como veículo, e outros”, explica.

A implantação do polo de piscicultura é fruto da parceria entre Bahia Pesca e Desenbahia (Agência de Fomento do Estado da Bahia ) e deve beneficiar, inicialmente, cerca de 100 famílias da agricultura familiar.

Para implantação do polo é necessário que os cadastros, que se encontram em fase de análise na Desenbahia, sejam aprovados. “As primeiras famílias de Itaetê e Boa Vista do Tupim já foram cadastradas, mas somente 30 foram contempladas até o momento. Para que o projeto piloto seja iniciado, é necessário a aprovação das 100 famílias cadastradas em Itaetê e Boa Vista do Tupim.

Para o parlamentar, os avanços que a implantação da piscicultura podem promover à população são inúmeros. “A barragem Bandeira de Melo é uma preciosidade para a região e, infelizmente, ainda é subutilizada. Com a implantação deste projeto, temos a oportunidade de mudar esta realidade. A utilização da barragem pode transformar Itaetê e Boa Vista do Tupim em municípios com enorme capacidade produtiva de tilápia, com a piscicultura e irrigação. Essa é a minha meta”, ressalta Eduardo Salles.

Após a instalação e início da produção com o polo de piscicultura, em um segundo momento, conforme o deputado, projetos serão realizados, a partir de editais da CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional). “Pautamos a importância dos editais, para que a Bahia Pesca, juntamente com os produtores, consigam recursos para a construção de uma fábrica de gelo, uma unidade de beneficiamento e transporte, que irá auxiliar na industrialização do pescado”, reitera.

PROJETO PESCA NO SEQUEIRO

O grupo ainda tratou o sobre o Consórcio Chapada, que visa obtenção de crédito destinado ao setor da pesca, em Itaetê, com o projeto Pesca no Sequeiro. A iniciativa propõe a instalação de tanques escavados para que seja reaproveitada a água das chuvas para criação dos alevinos.

Conforme Dernival Oliveira, a Bahia pesca vai auxiliar com a parte técnica e doação dos alevinos. “O Consórcio Chapada entra com as máquinas e a CAR vai dispor do combustível, manutenção, pranchão para transporte, tratoristas e a contratação de operadores para escavação de tanques nas comunidades rurais onde tenha água”, concluiu o presidente.

Também estiveram presentes na audiência desta quarta-feira (8), os secretários municipais de Educação e Agricultura, Bolota Damasceno e Jorge Tiodoro, respectivamente.

Comentários