Cotações
Ver todas

04 de março de 2016

Audiência Pública tenta encontrar saídas para evitar fechamento da Mirabela Mineradora

santaritamirabela

A Câmara de Vereadores de Ipiaú recebe nesta segunda-feira (7), a partir das 9h, a audiência pública que pretende encontrar saídas para evitar o fechamento da Mirabela Mineradora, sediada em Itagibá.

O evento foi proposto pela vereadora de Ipiaú, Margarete do Abrigo, na Comissão de Indústria, Comércio e Meio Ambiente da Câmara, e aprovado por unanimidade pelos edis Orlando Santos, Milton e Jô da ABB. A audiência pública tem apoio também do Sindbase, Sindpave, CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) e todos os vereadores da Câmara de Vereadores de Ipiaú.

A Mirabela deu aviso-prévio aos seus 470 funcionários. Caso a decisão de fechar não seja revertida, os trabalhadores serão demitidos no dia 20 de março. Outros 500 postos de trabalho gerados indiretamente podem ser perdidos.

“Eu estimulei a vereadora Margarete o pedido de solicitação da audiência. Não podemos ficar de braços cruzados e ver esses pais e mães de família perderem seus empregos. Temos que tentar reverter. E essa audiência pública, proposta pela vereadora Margarete, pretende encontrar uma saída e evitar o fechamento da empresa”, disse Eduardo Salles.

A empresa informou que tomou a decisão devido aos baixos patamares financeiros do mercado de níquel, com o preço cotado a 3,50 Dólares/libra (um dos preços mais baixos da história do metal), tornado inviável a continuidade das operações da Mina Santa Rita.

“O fechamento da Mirabela vai prejudicar também a economia de Ilhéus, onde a Mirabela utiliza o porto para exportar sua produção”, reforçou o deputado estadual.

O deputado estadual Eduardo Salles, o deputado federal Mário Júnior, o prefeito de Ibirataia, Marco Aurélio, o vice-prefeito de Itagibá, Hélio Quadros, além de representantes do governo estadual, vão comparecer à audiência pública. “Teremos também a participação de sindicatos, entidades, trabalhadores e lideranças, independente de coloração partidária”, acrescentou o deputado estadual.

Comentários