Cotações
Ver todas

23 de março de 2017

Após solicitação do deputado estadual Eduardo Salles, programa Luz para Todos na Bahia será prorrogado

EDUARDO SALLES LUZ PARA TODOS

O deputado estadual Eduardo Salles recebeu confirmação do Superintendente de Energia da SEINFRA (Secretaria estadual de Infraestrutura), Celso Rodrigues, nesta quinta-feira (23), que até maio será assinado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), o contrato que vai permitir a prorrogação do Programa Luz para Todos. O valor do investimento está orçado em R$ 800 milhões e viabiliza a universalização de 50 mil ligações no estado para 2017/2018.

“Como engenheiro agrônomo, ex-secretário estadual de Agricultura e agora como deputado estadual, percorro por todas as regiões e municípios baianos e posso afirmar que o Luz para Todos é um dos programas mais estruturantes já realizados em nosso país. É importante destacar que, caso o programa não fosse prorrogado, o consumidor baiano teria que arcar com os custos para ter acesso à energia elétrica em suas comunidades rurais”, argumenta Eduardo Salles.

O parlamentar se reuniu, em 2015, na Coelba (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia), com o então presidente Roberto Medeiros, em agosto de 2016 com o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, e com o então superintendente de Energia da SEINFRA (Secretaria Estadual de Infraestrutura), Silvano Ragno, no inicio deste ano, para tratar sobre a universalização do acesso à energia elétrica no estado.

“Essa é uma luta minha, do governo do estado e dos deputados e senadores baianos que têm batalhado cada vez mais pela universalização do fornecimento de energia elétrica em todas as residências baianas”, afirmou o parlamentar.

O programa que visa acabar com a exclusão elétrica no país e garantir acesso à eletricidade, gratuitamente, começou a ser implantando em 2004 e já atendeu 578 mil domicílios com investimento aproximado de R$ 4 bilhões. A Bahia por ser um dos estados com maior extensão territorial, também possui a maior população rural, com 4,2 milhões de habitantes. A estimativa é de fornecer energia elétrica para todos os baianos até 2021.

 

 

Comentários